.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

domingo, 31 de maio de 2015

Em 30 anos de Cavaco no poder, não me lembro de um único momento de felicidade genuína...

foto sacada daqui
Depois de 30 anos de poder de Cavaco Silva, Portugal é novamente um país onde se passa fome. O SNS, que já foi bandeira deste País, definha cada vez mais. Dois bancos colapsaram, o que resultou num  custo elevado para os portugueses. A justiça é a desgraça conhecida. Na educação nem um novo ano lectivo tem início a tempo e horas. A distribuição de riqueza é mais assimétrica. Para conseguirem sobreviver milhares e milhares de portugueses de todas as idades tiveram de emigrar. Mesmo assim a taxa de desemprego é pornográfica.
Nuvens negras continuam a embrutecer os pensamentos  e a condicionar as decisões dos portugueses. As notícias, seguem o mesmo caminho. E os políticos,  agarrados ao conforto, continuam a dizer-nos que o nosso bolso vai ser ainda mais esmifrado.
Pobres de nós,  coitados!

Em 30 anos de Cavaco no poder, não me lembro que tenha contribuído para um único momento de felicidade genuína na minha vida...
Na internet, espero, nada se perde. Conto com isso...
Todos, um dia, iremos morrer.
Espero que OUTRA MARGEM se mantenha por aqui e as pessoas o continuem a visitar.
Já estou a prever os comentários: “era tão boa pessoa  e agora não passa dum blogue”
Um dia, espero que daqui a muito tempo, já cá ninguém virá. E eu, então, não serei nada. Nem uma recordação.

Cavaco, 30 anos de poder quase a terminarem… 
Quando os portugueses escolheram um Primeiro Ministro assim, e voltaram a ter novamente, por vontade própria, depois de já o conhecerem, esta figura no poder, como Presidente, nem sei o que pensar das cabeças dos que votam neste País!..
Resta o vazio, que é uma forma de morrer e uma forma de viver a desilusão como nenhuma outra. O vazio, que é ter a tristeza encravada na garganta. 
Se Deus existe, os portugueses vão ter de ser ainda muito castigados…

1 comentário:

A Arte de Furtar disse...

Pensões pagas a partir de 2025 valem menos de metade do salário
RAQUEL MARTINS e SÉRGIO ANÍBAL 31/05/2015 - Público on line

Do debate em torno da sustentabilidade do sistema de pensões emerge um dado preocupante: o rendimento disponibilizado pelas pensões vai cair significativamente face a 2013. Em 2025, a pensão corresponderá a menos de 45% do salário e em 2060 a pouco mais de 30%.

http://www.publico.pt/economia/noticia/pensoes-pagas-a-partir-de-2025-valem-menos-de-metade-do-salario-1697428

LER e REFLECTIR !
Haverá maior castigo ???

E no entanto numa realidade perto de si:
"Durão Barroso vai receber reforma de 132 mil euros por ano
Para além da pensão vitalícia de 11 mil euros por mês, o político português vai ainda receber subsídio de reintegração durante 3 anos"
TVI on line