quarta-feira, 20 de maio de 2015

Cuidado que o calor pode afectar irremediavelmente o cérebro...

Hoje, tive o privilégio de ser mimado com comentários especialmente interessantes.
Porém, dada a delicadeza do seu conteúdo, que começa logo pela cobardia, deixo-vos apenas um exemplo:
“O Sr. Bloguista é mais um dos que confunde vegetação com lixo. É triste que assim seja. Inclui-se no gangue dos que só gostam da natureza quando encaixada no meio urbano em formato "clean", para servir de diversão aos homens e não aos próprios fins da natureza em si mesma. E, mais uma vez, mostra a sua faceta de reacionário que só vai a reuniões e só defende os laranjinhas da terra. Só o Miguel Alpeida, seus acólitos e suas politicas liberais e insustentáveis é que são defensáveis e de louvar. Você é de facto o mais louco dos loucos. Alimenta-o uma raiva tão insane que em nome dela é capaz de venerar o próprio Hitler se vier outra vez á terra”.
Ora aqui está um comentário divertido, que me deixou bem disposto (o que agradeço, pois o calor, entre outras coisas que se passam neste momento na minha vida, tem-me arrasado com a paciência...), onde tudo é  apontado num estilo literário leve e sóbrio. 
O enredo, como convém, é simples e linear. Não é analítico. Há nele concentração de acção, tempo, espaço e julgamento.
Na Figueira, como sabemos,  há grandes escritores desconhecidos e com visões, que, ao que aprece, se  realizam também como comentaristas anónimos.
Por mim, apenas tenho a sugerir a quem parece tanto sofrer com este perigoso, por doentio, excesso de visões, que as conserve bem acondicionadas no frigorífico.
De preferência em tupperwares completamente estanques...

3 comentários:

Anónimo disse...

Camarada já não tenho duvida há leitores teus que andam a precisar de mudar as ferraduras devem andar com os cascos apertados .
Mas ainda bem que não são todos.
Abraço

mario alberto disse...

KKKKKKKKKKKK

É um comentário que nem comentário merece. Sei que após o ciclo hitleriano, os seus seguidores e cumplices, se refugiaram espalhando-se pelo mundo, mas todos com mudanças de identidade, clandestinos ou anónimos. O anónimo é um meteorito, que gravita ás esondidas. Tem rosto, mas não o mostra, COVARDIA.

Anónimo disse...

Amigo Mário Alberto olhe que nem todos.
Nada tenho contra os anonimos desde que comentem com educação e respeio pelo proximo.
Conheço muita gente nesta cidade que assina dá a cara e é uma besta a tratar as pessoas.
Mas essa é a sua opinião e eu respeito.
Aquele abraço