quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Há dias em que apetece viver na aldeia


"Buarcos enfeita-se de tapumes e penachos.
O Rio de Janeiro continua lindo.
Mas aqui o Trópico é de Fevereiro.
A nortada acaricia a pele de galinha das celulites lívidas em exposição ao sol gelado da avenida. Nem o Samba deslocalizado acalenta as almas pálidas e transformistas dos foliões tristes de todos os fevereiros.
Mas eu vivo na aldeia. Os basbaques irão todos daqui em romaria, gastar pneus e assomar às paliçadas.
É um descanso.
O Domingo será Gordo. E Terça-Feira.
São três dias."


Há sítios assim.

Um satélite com “estória”?

Foto: Pero Cruz


Cidade-satélite, é uma designação usada quando nos queremos referir a centros urbanos surgidos nos subúrbios de uma grande cidade, tipicamente para servir de morada aos trabalhadores.
No caso de Portugal, tal verifica-se sobretudo nas áreas metropolitanas da Grande Lisboa e do Grande Porto.
Cidades-satélites, são, por exemplo, Amadora, Odivelas, Loures, Sacavém, Alverca, Vila Franca de Xira, Almada, Seixal, Amora ou Barreiro. Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Gondomar, Maia ou Vila do Conde.
Felizmente, que a Figueira não é uma grande cidade.
Mas, lá que, aqui, na Cova-Gala, nos querem transformar, para já, em vila-satélite, lá isso querem!...
Mas isso é outra “estória”!...E este satélite, que se encontra na cúpula do palco da praia da Cova, qual será a “estória” dele?

A polémica do momento na Figueira...

... num blogue perto de si.

A “Demagogia… e da mais barata!” e os
“Argumentos... de corte e costura!"

X&Q270


quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Obras da Ponte dos Arcos com seis meses de atraso

Face à paragem dos trabalhos, que era visível a olho nu, nas obras da Pontes dos Arcos, no passado dia 16 do corrente mês de Janeiro, colocámos a questão:
“O que se passa com as obras da Ponte dos Arcos?

Foto: Pedro Cruz

Neste momento, já existem algumas certezas. Segundo o DIÁRIO AS BEIRAS, de hoje, “um erro de projecto obriga à desmontagem do nariz metálico da nova Ponte dos Arcos, atrasando em seis meses a inauguração da obra.”
De acordo com declarações feitas pelo Presidente da Câmara da Figueira da Foz ao DIÁRIO AS BEIRAS, encontra-se “garantida a abertura em Julho das duas faixas centrais da nova ponte.”
Por sua vez, “as outras duas faixas, as laterais, ficam concluídas até finais de Setembro. E a réplica dos actuais arcos tem conclusão marcada para Novembro.”
Este, é o novo calendário das Estradas de Portugal (EP).
A ser assim, cá temos o atraso de seis meses na inauguração.

A curva da Ponte


Fotografada do lado da Freguesia de São Pedro, a Ponte da Figueira, ligação entre as duas margens do Mondego, vista debaixo, apresenta estas linhas harmoniosas.

X&Q271

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Finalmente uma boa notícia?..


Estes foram à vida...

Vieram estes ...
"Para os substituir, José Sócrates indicou os nomes de Ana Jorge para a Saúde, José António Pinto Ribeiro para a Cultura e Carlos Lobo para a Secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais."

A pergunta que interessa fazer, neste momento, que mudaram os ministros, é:
e as políticas na saúde e na cultura, vão mudar ou é só cosmética?

Falar de papo cheio é tão fácil!..


Ontem, à noite, nos “prós e os contras” na RTP1, o sr Catroga, economista de sucesso, ex-ministro de Cavaco Silva, dirigindo-se directamente para o jovem electricista enrascado com a subsistência, disse : “deve ou devia procurar uma outra empresa que pague melhor.”
Faltou focar o essencial: onde.
Em Portugal ou no estrangeiro sr. Catroga?
Isso é que era importante: onde. Estou a falar, é claro, para o portuga normal...
É que nem todos temos pais ricos, ou influentes, e ir ao BES já não é solução...
Para o sr. Catroga, economista de sucesso, ex-ministro de Cavaco Silva o sistema tem sido generoso. Mas, o sr. Catroga, ex-ministro de Cavaco Silva, e mais alguns que funcionam no sistema, são a excepção.
Portugal, para esta casta de eleição, é o paraíso.
Já, agora, outra do sr. Catroga, economista de sucesso, ex-ministro de Cavaco Silva: ”O estado social português, tem prestado apoios sociais em crescendo à população (educação, saúde, reformas) a um ritmo superior ao do crescimento económico.”
E os gestores, como o sr. Catroga, economistas, engenheiros, normalmente ex-ministros ou ex-políticos, nas empresas privadas ou no sector público, têm sido pagos de acordo com o crescimento económico do país?
Falar de papo cheio é tão fácil!..
Crise há, "mas não é para todos".

X&Q269


segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Corrupção da política não é, por enquanto, corrupção criminal!..

«O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, criticou ontem à noite numa conferência na Figueira da Foz aqueles que denunciam casos de corrupção no país sem apontarem nomes e manifestou-se contra “os que levantam suspeições”.
In O Jumento

“O senhor bastonário, passeando entre porcelanas, apesar de não ser elefante, já partiu alguma loiça, só porque não quis ser mais uma virgem no bordel dos intocáveis e tratou de falar no centro da política, enquanto monopólio da palavra pública, pela técnica da metáfora. Não apresentou, nem tinha que apresentar, um único facto novo sobre o processo da compra e venda do poder, apenas deu nome a bois que são públicos e notórios e que, por isso mesmo, não precisam de denúncia nem de provas, mesmo que as condutas não sejam criminalmente tipificáveis.”
In Sobre o tempo que passa

Coisas que levam à cor...

aF7

domingo, 27 de janeiro de 2008

A estética é o que está a dar...

Foto sacada daqui

Esta Outra Margem, concorda com a barbearia!...
“Só muito raramente se discutirá aqui política, porque não é um espaço agregado à partidarite assim como só por vezes abordará futebol porque não é uma secção de clubite.”

Quanto ao futebol, a preferência da Outra Margem, vai para o local.

Futebol local

Seniores
Cova-Gala / Seixo de Mira
ver resultado e fotos AQUI

Iniciados

Cova-Gala / Sourense

ver resultado e fotos AQUI
Juvenis Praia da Leirosa / Touring
Ver resultado e fotos AQUI

Caminhar faz-se caminhando

Foto sacada daqui

Um filme em exibição na Freguesia de São Pedro há mais de 15 anos

X&Q268

sábado, 26 de janeiro de 2008

Carnaval



Sei que não vale de nada, mas como esta palhaçada vai ser paga também com o meu dinheiro, tenho direito a discordar. Podia apresentar mais, mas ficam estas razões:

1. A mascarada que, por aqui, se organiza, não tem nada de nosso, não se origina na cultura local, nos nossos usos, costumes ou tradições.
E a Figueira e Buarcos têm tradições.

2. Para que o interesse turístico, económico e cultural da mascarada se corporize, e o grotesco quadro se complete, são contratadas umas personalidades artísticas, para servirem de isco à crente gente que, com a mesma fé com que acredita que o Benfica este ano ainda vai ser campeão, se aglomera na Avenida para ver os ditos artistas e, evidentemente, as coxas e as mamocas ao léu que por lá aparecerem.

As atracções, este ano, serão Jorge Gabriel e Diana Chaves.Devo confessar a minha total ignorância sobre os atributos de tão ilustres personagens para a função. Mas, a julgar pelos currículos anunciados, presumo que se trata de gente suficientemente esperta para vir dar umas voltas à Avenida, acenando de cima de um carro aos basbaques que lhes pagam, por duas ou três horas de acenos, o que eles próprios não ganham num ano de trabalho.

Infantis

Ver resultado e fotos AQUI

X&Q267


sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

A Cova, vista do Cabedelo, através da bruma do mar

Para ampliar clicar na imagem
Por outras palavras: a Cova, vista do Cabedelo, através da neblina do Atlântico, esta tarde, num jogo de tapa/destapa, mostra/esconde, que a câmara fotográfica do Pedro Cruz captou e veio mostrar aos visitantes do Outra Margem.

X&Q265

Blogosfera regional


“Se há blogues que têm sentido as pressões e as perseguições políticas (por vezes judiciais) são os blogues locais.
Demasiados autarcas estão pouco habituados à crítica e à denúncia.

Obrigadinho Arrastão.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Demagogia?...

Valha-nos Deus!...
Ou, apenas, uma peça do Correio da Manhã que relata a crua realidade das emergências médicas no nosso País.
Leia aqui esta miséria.
Mas, há mais. Por exemplo, isto.
Demagogia, pode ser, mas "não tenho dúvidas que arrepia!"

De regresso à base, com a partida no horizonte

Depois de fazer história, isto é, ter sido o primeiro figueirense a participar no Mundial de bodyboard, onde alcançou um honroso 21º lugar, Jaime Jesus continuou a treinar diariamente no Cabedelo para participar novamente nesta competição. E é certo que este atleta covagalense irá participar na primeira etapa do mundial que irá realizar-se no Havai.
Questionado pelo Outra Margem, para informar quando será a partida, eis a resposta:
“vou dia 9 de Fevereiro. A prova é dia de 17 de Fevereiro. Não sei é como vou lá ficar um mês!.. não tenho dinheiro para estadia, só para a viagem. Tenho de ver se desenrasco umas coroas”.
Infelizmente, está é a realidade do desporto português em geral. Tivemos dinheiro em barda para a construção dos estádios para o Euro, com a produtividade que todos somos sabedores, no entanto Jaime não deixes de fazer o que mais gostas: continua a apanhar ondas.
Boa sorte.

Será que já ninguém se salva neste País?...

X&Q264

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Duas fotografias, tiradas mais ou menos no mesmo local, separadas por 58 anos

Esta, dá conta da visita do Ministro Trigo de Negreiros e comitiva com o Prof. Doutor Bissaya Barreto, aquando da inauguração da Colónia Balnear Oliveira Salazar na Gala (Figueira da Foz), em 25 de Setembro de 1950.


Esta, é o portão de entrada do Centro Geriátrico Luís Viegas Nascimento, um espaço com mais de sete hectares, situado numa zona privilegiada do concelho da Figueira da Foz, na Gala.

“Rodrigo morreu às 9.40 de sexta-feira, 18, na rua, frente ao Hospital de Anadia....

... Rodrigo ia fazer três meses.

... O pai do Rodrigo não acusa ninguém, leio no DN. Talvez atribua à má sorte a morte espantosa do seu bebé, conjecturo eu. O pai do Rodrigo é um pai que nunca vai deixar de o ser, embora o filho seja a ausência do estar, e a memória de um sonho feliz. O pai do Rodrigo vai preparar-se, devagar, para o eternamente inesquecível. Ainda não caiu bem em si. Confuso, perplexo, está tão longe estando tão perto. Olha tudo com estranheza e dúvida. E, no entanto, aquela hora medonha, a mediar o prazo entre a vida e a morte, nunca deixará de ser a marca de um sofrimento transformado em sacrifício.

... Observo a fotografia do pai sem filho. Se o espanto possui rosto: ei-lo. Se a resignação é o espaço esburacado onde tropeça toda a tristeza do mundo: ei-la.

... Choro de Rodrigo. Birra de Rodrigo. Sorriso de Rodrigo - nunca mais.|”


OS JOGOS DOS ACASOS, por Baptista-Bastos
escritor e jornalista

Socialistas do século XXI

X&Q266




terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Novo tempo

No fim da época de pesca, as redes necessitam de cuidados.
O mesmo acontece nas nossas vidas.
No fim do ano, é hora de avaliarmos as nossas forças.
À nossa frente temos um novo ano. E, com ele, a esperança de concretizar alguns dos nossos sonhos.

X&Q262


segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

O País, a Democracia e o PS



Creio que não deve ser fácil, caro barbeiro.....

Um “Socialista do Partido Socialista”, dentro deste Partido Socialista?!...

Com um abraço ao Fernando


"Pintor de vastos recursos, desenhador excelentíssimo. Poucos, mas alguns, contactos com a escultura. Possivelmente um dos melhores cartoonistas da actualidade, o que poderá ser comprovado diariamente no blog Outra Margem."

"O Estado tudo decide neste triste País"

"Por acção directa ou oblíqua, principalmente por via do hibridismo batoteiro da sua posição cumulativa de árbitro, jogador, decretador dos fins, fazedor de regras e julgador, o Estado influencia como quer os que se supõem privados."

Outros tempos


O Ministério da Educação, deste governo socratino, tem em marcha, com a complacência do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social. uma “ofensiva com vista ao encerramento dos Centros de Actividades de Tempos Livres (ATL) das IPSS”.

Como parece estar longe “o Pacto de Cooperação para a Solidariedade, celebrado no Governo do Eng.º António Guterres!.."
Dizer, aos actuais governantes, que esse instrumento, fruto de um governo do mesmo partido, merecia ser tratado “com carinho, atenção e sensibilidade”, que são palavras presentes no dia a dia das instituições de solidariedade social, é o mesmo que dizer nada.
A vida, não deveria ser um dever, mas um desejo, todos os dias renovado. Todos sabemos que a vida é como um expresso, que só vai parar na morte. E, mesmo assim ...

Esta foto tem uns anos. Foi tirada no ATL do Centro Social da Cova e Gala, nos primeiros anos da década de 80 do século passado..
Esta lá tudo: o carinho - com que se tratam as coisas preciosas
A atenção - para que não se estrague o que é precioso.
A sensibilidade - trata-se de crianças.
Outros tempos. O tempo em que associações de pais (APEE), instituições particulares de solidariedade social (IPSS), misericórdias e empresas particulares se substituíram aos governos, criando uma rede de ATL que cobre todo o País.

Outros tempos, que deveriam merecer respeito , pelo serviços que os ATLs prestaram, durante décadas, às pessoas e ao País.
Não seria nenhum favor, senhores ministros da Educação, do Trabalho e da Solidariedade Social, deste governo socratino.

X&Q263


sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

O Poeta Ary dos Santos morreu há 24 anos


José Gomes Ferreira:
«Ele soube aproveitar de uma forma apaixonada o facto de ser poeta, a sua vida e o 25 de Abril.»

Gosto de ser amigo ...

Portanto, "está na altura de alguém ir avisar o PSD — será que eles sabem? - que Menezes é o presidente do partido."

Lisboa também é província

O futebol é o espelho do país?...

Então, Lisboa não é mais, nem menos, que o resto do país!...

Assim se explica "a Estratégia do Belenenses no Caso Meyong"!...

A Ponte dos Arcos

Foto de Pedro Cruz
Há dois dias, aqui no Outra Margem colocámos a questão: o que se passa com as obras da Ponte dos Arcos?

Hoje, no Diário as Beiras há esclarecimentos: "O problema técnico que fez parar os trabalhos no tabuleiro da nova Ponte dos Arcos é de ordem estrutural, devendo ser ultrapassado em breve."
E mais adiante: "A questão técnica em resolução não corresponde a qualquer problema no tabuleiro, mas sim com o “nariz” metálico de apoio ao método construtivo”. O técnico superior de uma conhecida construtora de obras públicas da região e no tabuleiro em construçãxplicou que o “nariz” metálico é uma base sobre a qual assenta uma determinada estrutura.
A empresa pública acrescenta que “o atraso deriva da necessidade de resolução da (citada) dificuldade técnica”. Garante, entretanto, que “estão a ser feitos os esforços possíveis para que a data de conclusão se mantenha”. Ou seja, que a ponte fique concluída antes do início da época alta. Por outro lado, ressalva que “os motivos que levaram à alteração prendem-se com questões de ordem construtiva apresentadas pelo adjudicatário e que mereceram a aprovação da Estradas de Portugal”.

Contudo, cada vez há menos dúvidas de que o prazo de construção seja cumprido, isto é, "que em Março já se circule na nova Ponte".

Notícia completa aqui no Diário as Beiras.

X&Q258x


quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Além do PS e do PSD, não há (mais) mundo?...

Foto sacada daqui




Ou..... Menezes é curto?..

O "centrão" no seu melhor

O Parlamento discute hoje os projectos para a nova lei eleitoral das autarquias. Em nome da estabilidade da gestão municipal, PS e PSD apresentam uma proposta conjunta que é contestada: as freguesias não aceitam perder os poderes de votar o orçamento e o plano das assembleias municipais.

O projecto apresentado por PS e PSD reforça as competências de fiscalização das assembleias municipais. Os presidentes das juntas de freguesia continuam a ter assento nesse órgão mas perdem o direito de votar quer o orçamento municipal quer as opções do plano. Alterações que não agradam à Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE) por retirar capacidade negocial junto dos executivos camarários. A ANAFRE fala num atentado à democracia e refere que a proposta pode ser inconstitucional. Admite, por isso, contestar a nova lei e pedir a intervenção do Presidente da República.

X&Q256


quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

O que se passa com as obras da Ponte dos Arcos?


Conforme se pode verificar, observando a foto acima, tirada esta tarde, cerca das 15 horas, as obras da Ponte dos Arcos estão praticamente paradas.
Não é preciso dissertar sobre a importância desta obra para o dia a dia do tecido económico e a população do concelho da Figueira, sejam moradores na margem norte ou sul do Mondego, para aferir da dimensão dos transtornos e prejuízos, que cada dia de atraso no prazo de conclusão da nova Ponte, acarreta.
Ainda na passada quinta-feira, um despiste de um camião provocou o caos no trânsito na zona da Ponte dos Arcos e na ligação terrestre entre o norte e o sul do nosso concelho.
Face a isto – e para não nos alongarmos – fica a pergunta: o que se passa com as obras da Ponte dos Arcos?

Isto só VÍDEO

Quem nos acode?

“As afrontosas injustiças sociais conduzem as pessoas a um cada vez maior afastamento do acto cívico e ao desprezo repugnante pelos políticos.”

“As perversões bradam aos céus. Vão-se conhecendo as "reformas obscenas" [expressão de Bagão Félix] atribuídas a "gestores" de instituições públicas; os salários indecorosos; os privilégios e os prémios; as mordomias e as sinecuras. A soma das iniquidades causa ressentimento num país com dois milhões de pobres, elevadas taxas de desemprego, velhos a morrer nos jardins, jovens perplexos com o futuro.”

Pode ler, na íntegra, “OS 'GÉNIOS' E OS OUTROS”, um texto de Baptista-Bastos, clicando aqui.

X&Q254


segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Detesto



Clarificando:

todos aqueles que se consideram detentores da verdade absoluta;
todos aqueles que se acham na posse da verdade absoluta, completa e inquestionável.

Porque serão assim?
Deus deu-lhe poderes especiais?
Marx foi seu conselheiro?
Ou, prosaica e simplesmente, porque não passam de uns convencidos e vaidosos da merda?

Tenho penas deles. Como devem ter uma existência complexa e infeliz por vivermos em democracia. Ser contrariados, deve ser cá um suplício !..