FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA.

FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA.

domingo, 30 de abril de 2006

Nas praias de S. Pedro já cheirou a verão


O fim de semana prolongado e o tempo quente trouxe muitos visitantes às Praias da Freguesia de S. Pedro.
É certo que ainda não estamos na época alta, mas a "folga" prolongada proporcionou uma "escapadinha" de inúmeros apreciadores da finíssima areia e da qualidade da água do mar que banha as praias do Orbitur, Cova, Hospital e Cabedelo - as praias da outra margem do Mondego.
Se, no tempo de Ramalho Ortigão, "não tinha outro remédio, senão vir à Figueira quem queria ver a mais linda Praia de Portugal", nos dias de hoje, "não tem outro remédio, senão vir à Freguesia de S. Pedro quem queira usufruir as melhores Praias do concelho da Figueira da Foz".

sábado, 29 de abril de 2006

Futura Ponte dos Arcos vai "roubar" 120 m2 ao Portinho da Gala

120 m2, é a área que a construção da futura Ponte dos Arcos vai "roubar" ao Portinho da Gala.
Recorde-se, que o Portinho da Gala foi inaugurado, com pompa e circunstância, pelo então Ministro de Estado, da Defesa e dos Assuntos do Mar, Dr. Paulo Portas, no dia 5 de Outubro de 2004.
Carlos Simão, Presidente da Junta de Freguesia de S. Pedro, deu esta informação no decorrer da Assembleia de Freguesia que se realizou no passado dia 28 de Abril.
Questionado pelo Membro da CDU neste Órgão Autárquico, o Presidente Carlos Simão informou ainda "que a Junta de S. Pedro alertou atempadamente os responsáveis do IPTM para esta eventualidade".
Como o aviso "de quem conhecia o terreno" não foi tido em conta em devido tempo, agora, além dos prejuízos causados pelas obras a levar a cabo para realizar o "corte" dos 120 m2 ao actual Portinho da Gala, verifica-se um atraso de alguns meses no arranque das obras da nova Ponte dos Arcos e das obras complementares do arranjo terrestre do Núcleo Piscatório da Cova-Gala.
Por vezes, há boas ideias que se transformam, apenas por um pequeno pormenor, em oportunidades perdidas.

Desportivo Cova -Gala: formação é tradição


Desde os primeiros tempos (finais dos anos setenta) que o Grupo Desportivo Cova-Gala tem a tradição de ser um Clube virado para as classes de formação.
A explicação é, aliás, simples: como Colectividade modesta e sem dinheiro que é – e continua a ser – não podia comprar atletas.
Se queria ter representação no escalão superior, tinha de ter matéria prima. O caminho era auto fabricá-los.
Tem sido assim desde Outubro de 1977.
Esta época é, portanto, a continuação de um trabalho realizado ao longo de anos de carolice e amor ao Clube por homens e mulheres da Cova e Gala. Não cito nomes, pois não quero ser injusto para ninguém. É que, a memória, por vezes, prega partidas.
Quem esteve hoje, sábado, dia 29 de Abril de 2006, a partir das 11 horas no Campo do Cabedelo, teve oportunidade de assistir a um belo espectáculo de futebol entre o Grupo Desportivo Cova - Gala e a Associação Académica de Coimbra, a contar para a fase final do Campeonato Distrital de Infantis. O resultado final foi um empate a 2 bolas.
Registe-se, que esta é a fase final da competição.
O Cova-Gala, que está a ter um comportamento a todos os títulos honroso, o que dignifica e promove por todo o distrito de Coimbra a nossa Freguesia, está a competir, para além da Académica, seu adversário neste jogo, com mais as seguintes equipas: Naval, Esperança, Poiares, Sanjoanense, Adémia e Arganil.

Vamos deixar encerrar a nossa Maternidade?

A situação é clara: lá para o final deste ano, o actual Governo quer o Bloco de Partos da nossa Maternidade encerrado.
O Partido Comunista Português foi a primeira força política a reagir ao anunciado fecho da Maternidade da Figueira, colocando a circular um abaixo-assinado há cerca de um mês, que já recolheu a assinatura de figueirenses de vários quadrantes polítios.
Já esta semana, os mais importantes órgãos políticos concelhios - a Câmara Municipal e a Assembleia Municipal - aprovaram, por maioria, moções em defesa da nossa Maternidade. A Asembleia de Freguesia de S. Pedro, por unanimidade, aprovou uma moção no mesmo sentido.
O assunto é sério, mas como diz um amigo meu em tom de brincadeira: "Esta gente é de desconfiar. Nunca dizem a verdade toda. Não dizem que vão fechar a maternidade: é só o bloco de partos. Amanhã, se fecharem o bloco operatório, dizem que mantém aberta a cirurgia".
Ora, isto é um princípio perigoso. Caricaturando um pouco: "pelo andar da carruagem - e continuando a citar o meu amigo - ainda nos cortam o fornecimento domiciliário de água, mas dizem que não nos encerraram as torneiras dentro das nossas casas!.."
Mas o assunto é mesmo sério e a luta vai continuar.
Pelas 10h30m, do próximo dia 7 de Maio, Dia da Mãe, por iniciativa do movimento cívico "Nascer na Figueira", arrancará, da Torre do Relógio em direcção à Câmara Municipal, uma caminhada em que os participantes devem usar uma peça de vestuário branca para simbolizar a maternidade.
Será que os figueirenses vão ficar em casa?

sexta-feira, 28 de abril de 2006

As passadeiras da praia

A primeira, que liga a Praia da Cova à Praia do Hospital, já lá está há uns anos.
A segunda, que liga a Praia do Hospital à Praia do Cabedelo, foi inaugurada em Julho de 2005.
Aos autores e executores da obra os nossos parabéns.
A sua implantação em local de dunas sensíveis, que é imprescindível preservar, foi "dois em um": protegeu com eficácia as dunas (o pé humano é um terrível "estragador") e proporcionou, a quem gosta de caminhar, um percurso belo e excelente para o efeito.
Por vezes, há boas ideias que se transformam, apenas por pequenos pormenores, em oportunidades ganhas.

quinta-feira, 27 de abril de 2006

Uma rotunda e um monumento

A rotunda é manhosa e o monumento também.
Situam-se na Rua Dr. João Bagão, mais ou menos a meio. A Rua Dr. João Bagão é a que liga o Largo das Alminhas à Praceta Santiago Maior, atravessando a Rua Prof. Marques Cadima.
Perto, portanto, de estabecimentos frequentados por largas dezenas de crianças. A saber: Escola Primária da Gala, ATL de S. Pedro e ATL do Centro Social da Cova e Gala.
Será que o monumento implantado da forma que está na rotunda não poderá constituir perigo para as inúmeras crianças que todos os dias ali passam?
Por vezes, há boas ideias que se transformam, apenas por um pequeno pormenor, em oportunidades perdidas.

quarta-feira, 26 de abril de 2006

O tempo e a bicicleta



Houve tempo, em que o meu maior desejo era ter uma bicicleta.

Agora, que é tempo em que posso ter todas as bicicletas, não é uma bicicleta que quero.

Este é o tempo de querer a idade de poder ter uma bicicleta, quando não podia ter bicicleta nenhuma.

Em Portugal, houve tempo em que não se podia votar livremente.

Agora, que é tempo de democracia, sinto que é o tempo em que o meu voto não altera nada.

Mas, em Portugal, tem de ser sempre tempo de haver eleições livres.

Espero é poder chegar ao tempo em que o meu voto mude alguma coisa.

Será que chegarei a tempo de saber o que é esse tempo?

Gostaria de ter tempo para viver o tempo de vir a ser um velho sábio.

Seria então o tempo de conhecer o significado do tempo que leva uma vida.

Mas será que todos os velhos conseguem alcançar o significado do tempo que leva uma vida?

É certo que ainda não tenho tempo para ser velho, mas o tempo passa.

Entretanto, passou já tempo para pereceber que a luta contra o tempo está perdida.

Também já é tempo de saber que o tempo acontece rápido.

Tenho tentado que o meu tempo não seja uma corrida contra o tempo.

Gostaria de conseguir que o meu tempo fosse uma corrida com o tempo.

Entretanto, sei perfeitamente que já perdi muito tempo.

Mas será que todo o tempo perdido foi tempo inútil?

E terá acontecido que todo o meu tempo útil foi tempo ganho?

terça-feira, 25 de abril de 2006

S. Pedro vai realizar Assembleia de Freguesia



Dia 28 de Abril próximo, pelas 21.30 horas, no edifício sede da Junta de S. Pedro, vai realizar-se uma Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia, com a seguinte Ordem de Trabalhos:

1. Periodo antes da ordem do dia
1.1 - Apreciação da acta da sessão anterior
1.2 - Intervenções de carácter geral

2. Período da ordem do dia
2.1 - Informações do Executivo
2.2 - Aprovação da conta de gerência de 2005
2.3 - 1ª. Revisão ao Orçamento de 2006
2.4 - Aprovação do regulamento do Mercado de S. Pedro
2.5 - Licenças e Taxas
2.6 -Toponímia

Comemorar o 25 de Abril em 2006



Hoje é dia 25 de Abril de 2006.
32 anos depois, uma forma de comemorar Abril - o de 1974, o tal que, apesar de não ter sido cumprido por muitos que tinham a obrigação de o fazer cumprir, desencandeou, apesar disso, profundas alterações políticas e sociais em Portugal.
Uma das concretas Conquistas de Abril, foi as crianças e os jovens portugueses ganharem o direito à prática do desporto.
Para nós, hoje, é normal ver os putos da nossa Terra a praticar desporto. Nem sempre foi assim.
Nem sempre uma criança de 10 ou 11 anos tinha acesso ao desenvolvimento físico.
Parece irrelevante em 2006, mas o direito à prática desportiva, dos Portugueses em geral, e dos jovens em particular, foi uma conquista de Abril.
Como estes jovens praticantes de futebol que fruiram uma manhã a praticar desporto no Campo do Cabedelo.
No dia 25 de Abril de 2006.