Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

segunda-feira, 8 de novembro de 2021

Rio, Rangel, Jardim, Ventura, etc.

O Presidente Marcelo marcou as eleições para 30 de Janeiro para dar tempo à direita para se organizar.
Segundo os jornais "Rui Rio é o candidato mais bem colocado nas eleições pela liderança do PSD, de acordo com o inquérito para o DN, JN e TSF, que diz que, num frente-a-frente com Paulo Rangel, vence em todos os capítulos. Quando se pergunta aos portugueses quem será o vencedor das directas, o actual líder do partido tem mais 11 pontos percentuais do que o seu adversário. Numa análise dirigida aos eleitores sociais-democratas, a vantagem sobe para os 23 pontos".
No conclave que decorreu este fim de semana em Aveiro, Rangel voltou a ganhar o conselho nacional do PSD, apesar de antecipadamente  Alberto João Jardim ter declarado o seu apoio a Rui Rio. 
Rui Rio começou a fazer contas e tentou mudar  as regras de jogo, propondo o que em 2019 havia recusado: permitir que os militantes sem quotas em dia possam votar. 
Ao que consta, a Madeira é onde existem mais militantes laranja por metro quadrado. Dizem as más línguas, que até as palmeiras e as bananeiras se inscreveram no PSD local, não vá o diabo tecê-las...
Rui Rio, não sendo propriamente um génio político, de vez em quando, surpreende. Só que descura os pormenores. Por exemplo: no PSD nem todos são parvos.
Rui Rio é igual a si mesmo e à família política onde se insere: a direita dos golpistas e espertalhões, cujo campeão é o Ventura. Ainda no sábado passado foi reeleito presidente do Chega com 94,78% dos votos!..

Sem comentários: