Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

segunda-feira, 15 de novembro de 2021

Na Figueira, haja o executivo camarário que houver, faça chuva, frio ou sol, há-de ser sempre carnaval...

A política do pão e circo, que os políticos promovem desde Roma, mais uma vez, vai estar em exibição na nossa cidade, no início de Março do próximo ano. 
O executivo camarário vai propor na próxima reunião de câmara, que se realiza na quarta-feira,  um apoio financeiro de 75 mil euros para a organização do Carnaval de 2022. Esta verba representa um aumento de 15 mil euros, em relação à última edição.
“Foi uma proposta que fizemos, tendo em conta a intenção que temos de fazer melhorias no Carnaval. Está dentro da nossa política melhorar o evento, de ano para ano e de forma sustentável. Foi por isso que pedimos mais apoio à câmara, não tendo sido possível consegui-lo junto do tecido empresarial local”, esclareceu ao DIÁRIO AS BEIRAS Adelino Vaz, da direcção da ACBFF.
Nada de novo: mais uma vez, o investimento público  substituiu o investimento privado na realização do carnaval.
Há muito que está provado, que se a realização do carnaval na Figueira dependesse do dinheiro da iniciativa privada, teria deixado de ser assunto há anos. 
Imagem via Diário as Beiras

Sem comentários: