.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Ricos portugueses...

Soares dos Santos:
“se não fosse português,
não investia aqui”
("o 2.º mais rico de Portugal, hoje, amanhã não se sabe, a fazer fortuna desde o tempo da rigidez da legislação laboral, dos direitos e garantias dos empregados colaboradores, dos salários mínimos e dos subsídios de desemprego e indemnizações por despedimento, proibido sem justa causa, da Lei da Greve, dos contratos colectivos de trabalho e do poderio dos sindicatos dominados pelos comunistas, nada que alguma vez o impedisse de galgar rankings dos que um dia hão-de ir para a cova com o caixão forrado a notas, de euro e dólar, e de pagar impostos na Holanda, porque lhe dá mais jeito e porque a sua formação enquanto ser humano não lhe permite ver mais longe que o porta-moedas e contribuir com uma percentagem da riqueza acumulada para o bem comum e para quem trabalhou para o colocar no pedestal onde se encontra.")



Nota de rodapé.
Sou muito ambicioso... 
Gostaria de viver num País onde os ricos não fossem tão ricos, ao ponto de comprarem os pobres; e os pobres não fossem tão pobres, a ponto de aceitarem as propostas...

Sem comentários: