.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Pois é: estamos em ano de altíssimo patrocínio da Nossa Senhora das Eleições Autárquicas!..

Pois é: como se pode ver, todos somos modernos! A começar pelos munícipios, isto é, também o Estado. 
E interrogam-se vocês: o que é o Estado? 
Ora, o Estado é a modernidade da ficção nacional... 
Lá estou eu e o meu mau feitio que, ultimamente, tanto tem incomodado algumas alminhas mais sensíveis aqui pela Figueira da Foz. 
Apetece-me escrever. 
Mas, hoje, não sei de quê... 
Os finais de setembro, em anos de eleições autárquicas, são um tempo esquisito... 
Nem são férias, nem são já trabalho a tempo inteiro. 
O bulício de agosto, na Figueira, já foi e deixou uma nostalgia e um vazio que custa a superar. 
Nestes dias, apetece-me sair, ir por aí fora sem destino, ver coisas diferentes ou rever as mesmas que deixaram saudades. 
E é o que tenho feito nos últimos dias... 
É esta necessidade de evasão, depois da acontecida invasão de agosto, que não permite o sossego, o tempo disponível e a concentração para o trabalho que por aqui é feito. 
Estar de férias, para mim, é sair, fugir da rotina, não pensar no dia a dia, viver despreocupadamente, não ter horas... 
E, isso, só o consigo fora do ambiente em que se vive o resto do ano. 
Como disse o outro: "que se lixem as eleições".

Sem comentários: