"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

"Querem menos carros e mais bibcicletas no Cabedelo", dizem os políticos. Mas, colocaram a ciclovia a passar pela zona do Alqueidão!..

Imagem sacada saqui.
No Cabedelo, o contrato assinado permitirá proceder à requalificação da margem sul, “retirando carga automóvel das zonas mais próximas dos sistemas dunares e criando as condições para a afectação daquele território a actividades, estruturas e serviços relacionados com os desportos de onda e outros e ainda a construção de cais de acostagem para servir o trânsito regular de um barco que ligue as margens norte e sul figueirenses”.
"Querem menos carros e mais bibcicletas no Cabedelo", dizem os políticos.
Mas, conforme se pode facilmente verificar pela imagem acima, colocaram a ciclovia a passar pela zona do  Alqueidão!.. 
Por aqui se percebe que a travessia do Mondego, da margem norte para o Cabedelo, continua a ser o que sempre foi em épocas eleitorais: uma anedota (lembram-se do projecto de uma ponte pedonal na Foz do Mondego, apresentado pelo Partido Socialista, numa campanha eleitoral já lá vão uns anitos?..)
Contas feitas, o Teleférico não vai ficar só na gaveta... 
Recorde-se que a proposta do Teleférico foi apresentada pelo Arq. Miguel Figueira em 2010, tendo sido então elogiada pelo presidente Dr. João Ataíde.
Posteriormente, foi susbtituída pela possibilidade de uma ponte móvel, com custos proibitivos e difícil compatibilidade com a navegação e, depois, por um barco cuja não elegibilidade aos fundos comunitários terá deixado naufragar a ideia.
Longe dos olhares, no silêncio dos gabinetes, o Cabedelo está a ser alvo de um atentado. Se nada mais conseguirmos, não podemos esquecer o julgamento e fazer cair definitivamente a máscara dos mandantes...

Sem comentários: