domingo, 3 de setembro de 2017

Pensamento que me vai acompanhar até ao próximo dia 1 de Outubro...

Foto sacada daqui
Só os tolos se regozijam quando o poder alterna de partido.

Nota de rodapé.
Relativamente à putativa mudança no município da Figueira da Foz, pouco há a dizer. 
Apenas,  que a coisa seria estranha. 
Ponto final.

A Liberdade passou a ter mais nomes...

António Agostinho, nasceu na Gala, Aldeia que adora. Alienado com política e com os media. No resto é um vencedor. Divorciado, pai de uma filha e reformado. Já foi autarca. E dirigente associativo.
Aquilo que eu não fiz? "Não fui eu que gastei, mais do que era para mim, não fui eu que tirei, não fui que comi, não fui eu que comprei, não fui eu que escondi, quando estavam a olhar, não fui eu que fugi, não é essa a razão, para me quererem moldar, porque eu não me escolhi, para a fila do pão, este barco afundou, quando alguém aqui chegou, não fui eu que não vi".
O que tenho? Preguiça, muita preguiça.
 
Li algures, que "o corpo é um empréstimo que pagamos com a vida"
Portanto, a meu ver, não é importante o meio onde transportamos a alma. 
Importante, é o efeito de comando, que eu presumo venha da alma, que nos suscita a vontade.
A vontade, no fundo, é a função e a utilidade pela qual se cumpre uma necessidade, quantas vezes uma necessidade nada e de ninguém.
Porém, se de nada nem de ninguém, supostamente pode ser de todos. 
Quantas vezes nos sentimos morais e culpados, portanto, necessitados de expiação?
Não sei se acontece com todos, mas comigo à medida que os anos foram passando, pelo processo de domesticação, os desejos foram sendo deixados para trás. 
Muitos estão quase extintos. Sobeja a excitaçãos sexual - vulgo tesão - e pouco mais.
O despojamento, sempre foi a minha forma de resistência. 
Assim, evitei o cárcere em que alguns me tentaram enredar.
Claro que nem todos conseguem compreender isto:  alguns, chamam a quem prefere viver assim, miseráveis, loucos, mais algumas coisitas assim bonitas... 
Sem vos querer contrariar, apenas vos digo que na vossa boca a Liberdade passou a ter outros nomes.

2 de setembro, em plena campanha eleitoral, a 28 dias das autárquicas 2017, uma foto histórica... Até tu Miguel!..

Foto José Vidal
Como num negativo, esta foto faz a revelação do que é o interior de uma casa chamada SOS CABEDELO
A exposição desvendou publicamente o seu interior e  vemos com clareza as suas divisões... 
Aquela alma, que era só sua, agora a avidez humana expôs aos olhares de todos. 
Até tu Miguel!..
Ainda há quem goste do mar do Cabedelo, com princípios? 
Acredito que sim. 
Talvez, este seja o tempo de  banir a chaputa e clonar chernes...
Quando alguém  me diz que não é uma questão de dinheiro, mas de princípios, fico logo a saber que se trata de uma questão de dinheiro...
No fundo, há quem lhe chame progresso!.. 
Ou, se calhar, não é nada disto, e seja apenas "savoir-faire"...

De vez em quando, não sei o que quero. Algumas vezes, fico com dúvidas: não sei se quero...