.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Lembram-se do concerto de Anselmo Ralph?..

A receita de bilheteira do concerto, realizado em 12 de agosto de 2016, na praça do Forte, ficou muito abaixo das expectativas.
Segundo adiantou, na altura, João Ataíde o presidente da autarquia,  ao jornal AS BEIRAS , foram vendidos apenas 2.720 bilhetes, contra as nove mil presenças esperadas!..
Recorde-se que a autarquia figueirense assinou um acordo com a Malpevent, cujos termos obriga o município a pagar à promotora do concerto 16.500 euros (IVA incluído), caso não se atingisse os 90 mil euros de bilheteira. 
Cada ingresso teve um custo de 10 euros. 
O espectáculo orçou em cerca de 78 mil euros.
“Fizemos, em termos de promoção, o possível, mas os números não foram atingidos, ficaram muito aquém das expectativas que tínhamos pelas referências do artista. O risco foi assumido, nem mais nem menos”, referiu o edil.
Entretanto, passou mais de 1 ano!.. A factura, mais tarde ou mais cedo, tinha de aparecer... 


Para ver melhor, clicar nas imagens
Nota de rodapé, que publiquei em 13 de agosto de 2107, nesta postagem.
A vida de um político responsável não é um jogo, na medida em que exige, a cada momento, opções que os responsabilizam. 
Para esse efeito, deve munir-se do máximo de informação, embora nunca consiga afastar totalmente o risco. 
Eu sei, penso que todos sabemos, que a apetência pelo risco é-nos inata. 
Desejamos ir mais além, superarmo-nos e, por vezes, pisar o risco. 
Só que, depois, sofremos as consequências... 
Senhor presidente, confirmado que está o falhanço, "deste seu incentivo à produção", e agora?...
Dr. João Ataíde: V. Exa. saiu-me cá um optimista!..
Basta de realidade. Venham mais sonhos!

4 comentários:

Anónimo disse...

E assim se desbarata o dinheiro público...carnavais, meretrizes e vinho verde...

Anónimo disse...

agencias há-as aos montes
de notícias uma a uma
mas caralhete só há esta
apenas esta e mais nenhuma

Martinha Lacerda disse...

Ai mininos.
Cá à velhota o que a intriga é o porquê da publicação do concerto ter ocorrido passado mais de um ano!..
E só depois das eleições ter sido publicado no portal dos ajustes directos!..
Mistério?

Anónimo disse...

"Então agora nao me toca, no erario público, não me toca, pra ti sou sempre o vilão.... :)