"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

domingo, 2 de maio de 2021

Não deixemos que nos desviem a atenção do fundamental...

Na política e no futebol só existem dois lugares: o primeiro e o últímo.


A situação, em 2021, no País e na nossa cidade, é a seguinte: o Sporting não é campeão há 19 anos. Pode ser este ano.
A  Figueira, com mais ou menos asneiras, já não tem um presidente de câmara desde Aguiar de Carvalho. Há 24 anos, portanto. Pode tê-lo este ano.
Não estou a falar de um presidente de câmara genial, claro, mas de alguém que tenha tacto e competência, aliado ao instinto de sobrevivência política.

Depois de Aguiar, tivemos vários equívocos políticos e sem instinto de sobrevivência: de 1997 a 2001 Santana Lopes. De 2001 a 2009 Duarte Silva. De 2009 a 2019 João Ataíde. Em 2019, depois da abdicação de João Ataíde, seguiu-se o desastre geral: Carlos Monteiro. Veremos se consegue sobreviver na política depois de Outubro próximo futuro.

E desde Aguiar já lá vão 24 anos.
Outros 4 nisto e ficamos na fossa de vez. 
Nem Calígula, que elevou um cavalo a senador, se lembraria de querer novamente Santana.
Isto é inacreditável. A Figueira em ruínas. Obras escusadas, mal planeadas e com atraso de anos. A Figueira entregue a gente sem prepração política, incompetente e incapaz e a única  alternativa passsa por Santana Lopes?..

Em Outubro a Figueira vai estar na primeira liga autárquica. 
Pedro Machado como candidato do PSD. Santana como candidato (falta saber como e por quem). Carlos Monteiro, finalmente, candidato do PS. Mattos Chaves novamente candidato do CDS. O PCP há-de ter um candidato. O BE idem. O Chega, que já teve candidato, há-de também ter candidato.

Sejamos optimistas: no final deste ano a Figueira há-de ter futuro. 
E daqui a um mês o Sporting há-de já ser campeão.
Tudo o que se está a passar neste momento na Figueira, só está acontecer para desviar as atenções da proeza do Sporting 19 anos depois.

Sem comentários: