"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

sábado, 22 de maio de 2021

Ser de esquerda

Na década de 60 e princípio da década de 70 do século passado, anos em que vivi a minha adolescência e a minha juventude, era a direita tacanha e provinciana que estava no poder em Portugal, que proibia e limitava.
Nunca me esqueci: sou de esquerda porque continuo a ser de oposição a isso mesmoPorque continuo a não querer viver numa sociedade que imponha, proíba, policie as palavras e pretenda encolher o pensamento, continuo a ser de esquerdaContinuo a saber de que lado não quero estar.

Sem comentários: