"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

quinta-feira, 20 de maio de 2021

O que fizeram ao Cabedelo! (2)

Um vazio humano, um vazio de sentimentos e um vazio de esperanças. 
Um silêncio insuportável. Uma nova realidade tão penosa, quanto desnecessária.

 O Cabedelo perdeu encanto e capacidade de sedução. O vídeo sacado daqui é esclarecedor.

Agora, é um local vazio de gente, vazio de sentimentos e vazio de esperança. 
O Cabedelo está morto. É um  vazio humano num cemitério de obras completamente desajustadas e que nada têm a ver com aquele local. 

O Cabedelo está morto. Mas está mesmo. 
Os espaços  onde passei  belas tardes, locais de alegrias e de esperanças, no fundo altares de almas, estavam vazios. Incomoda-me o vazio, incomoda-me a agonia do Cabedelo, incomoda-me gente que aceita com resignação a morte do Cabedelo. 
Triste Povo. Triste Figueira. Triste concelho. Triste Cabedelo.

Sem comentários: