.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Hotelaria figueirense vive de "milagres"'?..

Há muito que as unidades hoteleiras mais próxima do santuário de Fátima não têm capacidade de resposta para tantos visitantes, obrigando-os a alargar a pesquisa a outras regiões. 
"Abençoada seja a visita do Papa!", exclama a hotelaria figueirense. 
Ontem, segundo o jornal As Beiras, "a taxa de reservas rondava os 80 por cento." Contudo, Jorge Simões, vice-presidente da Associação Comercial e Industrial da Figueira da Foz  para o turismo, confia "que se caminha para os 100 por cento de ocupação."
A visita de Francisco realiza-se em maio, um “milagre” fora de época para a hotelaria da Figueira da Foz.  “Evidentemente que a vinda do Papa acaba por se reflectir nos resultados do mês, porque é algo que não acontece todos os anos”, reconhece Jorge Simões, também ele empresário do ramo hoteleiro.
E quando a procura supera a oferta, já se sabe que os preços  sobem. 
A taxa de ocupação, ontem, situava-se nos 80 por cento. “Em relação ao ano passado, os hotéis de quatro estrelas subiram ligeiramente os preços para a semana da Páscoa”, revelou aquele dirigente da ACIFF. Mas nada que se compare com aqueles que estão a ser praticados no RFM Somnii - O Maior Sunset de Sempre, na segunda semana de julho. Para o “Sunset”, que coincide com a época alta, restam poucos quartos livres. Aplicando a citada regra do mercado, a oferta subiu para um nível a que poucos podem ou querem aceder: há quem esteja a pedir cerca de 300 euros por quarto. “Já há poucos quartos disponíveis. Praticamente, já só se encontram no Alojamento Local”, confirmou Jorge Simões. 
A hotelaria local tem capacidade para cerca de 2500 camas. 

Sem comentários: