.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Depois do "sonho" o pesadelo...

Na próxima época a Associação Naval 1º. de Maio retorna ao futebol distrital.
O Vilafranquense veio à Figueira da Foz, no passado sábado, dar o “xeque- mate” à Naval.
Com a vitória de 3-0, ditou uma sentença que há muito se adivinhava: o regresso da equipa da Figueira da Foz às competições distritais.
Resta acreditar no milagre: que a mais que centenária Associação Naval 1ª de Maio continue a ser "o popular clube fundado no dia 1 de Maio de 1893, o dia mundial do trabalhador, a data escolhida para a criação desta associação desportiva com origem no humilde proletariado da Figueira da Foz e que então sucedeu à extinta Associação Naval Figueirense."
As 6 presenças na primeira divisão de futebol, foram um "luxo" que está a  sair muito caro à Naval, à Figueira e a Portugal...
Agora é tarde...
Nesta altura do campeonato, para quê, mais balanços... 
A Naval já está na corda bamba há tempo suficiente para que seja entendido pelos navalistas e figueirenses que só firmes e unidos no essencial podem assegurar a mudança de rumo.
O futuro do Clube, apesar de bastante hipotecado, continua nas suas mãos,  e eles não o podem deixar delapidar, como alguns querem...
Com os compromissos deles, os navalistas e os figueirenses, nada têm a ver. 
Não foi a maioria dos navalistas, dos figueirenses e dos portugueses que  viveu acima das suas possibilidades: foi uma minoria...
Importante é protagonizarem o desenho e assumirem futuro da Coletividade.

Sem comentários: