FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA.

FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Só não é accionista do BANIF quem não quer!..

Graças ao Dr. Luís Amado, que de ministro foi a banqueiro, o capitalismo popular, que enquanto filosofia de vida na economia, tinha sido dado como morto em 2012,  ressuscitou  em Portugal. 
Hoje, "todos podemos ser accionistas de um banco privado"!..
Hoje,  conforme tomei conhecimento via TSF, mil acções deste banco, andam pelo preço de um café: "na abertura das negociações da Bolsa de Lisboa, as acções do Banif desciam para mínimos históricos. Cada acção valia às 8:00 da manhã 0,0006 euros, ou seja, mil acções eram negociadas por apenas 60 cêntimos." 
Portugal, é mesmo um país demasiado pequeno para Luís Amado!..
Só pode ser...
Já vamos no 3º banco...
Isto, num país onde nacionalizar a banca é uma utopia, é obra!
Onde é que já vimos isto?..

1 comentário:

A Arte de Furtar disse...

A excelência da gestão privada: BES, BPN, BPP, BANIF, Montepio, tudo gente que fez o exame da 4.ª classe.
Luís Amado, o homem sério e competente que dirige mais um banco a precisar de resgate. Mas a culpa não é dele, jura a direita.
Os pantomineiros andaram 4 anos a enganar o pagode e ainda foram os mais votados nas eleições. Tomem nota. Somos do caraças…!
E ainda falta o Montepio e o que Cavaco Silva pediu a António Costa, garantias sobre a estabilidade do sistema financeiro, sabendo o que a casa gastava.

Como sempre,lucros são para os patrões,prejuízos paga o povo!
E isto não muda?