.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Iluminação de Natal na Figueira é aquilo que acontece uma vez por ano para lembrar aos figueirenses que a vida podia ser bem pior: ficámos com a diferença entre ter isto e não ter nada...

“Contratualizámos uma coisa e apareceu outra.
 Foi a diferença entre ter isto e não ter nada”
Na reunião camarária realizada na passada segunda-feira, (até) o presidente da Câmara da Figueira da Foz se mostrou insatisfeito com as iluminações de Natal na cidade, contratualizadas pela autarquia. 
Consequente,  espera uma redução do preço acordado com a empresa responsável. 
“Não estamos satisfeitos com o trabalho que foi prestado, começou um pouco tarde. Não foi um trabalho meritório, longe disso e muito longe do que tinha sido acordado, penitenciamo-nos que não tenha corrido conforme pretendíamos”, disse o autarca. 
João Ataíde apontou que houve “violação do contrato” no prazo e na qualidade dos artefactos. E frisou que, caso a autarquia optasse pela denúncia do acordo, a cidade ficaria sem iluminações de Natal. “Contratualizámos uma coisa e apareceu outra. Foi a diferença entre ter isto e não ter nada”.
"Quem acorda para as iluminações de Natal em fim de outubro 
não pode estar a espera que as empresas tenham material disponível”
A questão das iluminações de Natal dominou grande parte do período antes da ordem do dia da reunião municipal e mereceu diversas críticas por parte da oposição  Somos Figueira. “Isto correu mal e a culpa é desta empresa que não cumpriu? A culpa é dos senhores. Quem acorda para as iluminações de Natal em fim de outubro não pode estar a espera que as empresas tenham material disponível”, acusou o vereador do PSD Miguel Almeida. 
“É a mesma coisa que comprar um bilhete para a Liga dos Campeões na antevéspera do jogo. Ou não vai ou então custa um balúrdio”, afirmou ainda o vereador da oposição, apontando outras falhas, entre elas “iluminações desligadas à noite”.

Sem comentários: