.

#FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA.#FIQUE EM CASA.

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Para ser sincero, gostei: "salve-se quem puder, deve ser o mote de 2016 e dos próximos anos."

O militante e vereador PS, AntónioTavares, hoje nas BEIRAS, escreveu esta pérola. Passo a citar:
"É pouco provável que o mundo mude muito no próximo ano. Qualquer vidente pode fazer sua esta afirmação que não errará. Continuaremos a ter desigualdades e dificuldades acrescidas. O petróleo desce agora, mas subirá entretanto, idem para as taxas de juro, o défice, as exportações, o consumo público e privado, a inflação. A economia “aquece” e “arrefece”. É dos ciclos e, dentro dos ciclos, ciclos há. No final deste ano, o sistema financeiro voltou a demonstrar as suas debilidades, mas, vá lá saber-se porquê, tudo nos soa agora a desconfianças de outra ordem: éticas, de honestidade e rectidão. Parece-me que nunca tantos desconfiaram de outros tantos. O laço de confiança que John Locke achava necessário ao progresso das sociedades está hoje desfeito. O que é bom para a sociedade é bom para os indivíduos, pensava o filósofo. Ora, o individualismo invadiu de tal forma o espaço coletivo que o suplantou. Esquecemos o bem coletivo e o interesse público. Ficamos ardilosamente agarrados ao que é bom para cada um, ou para os seus interesses corporativos ou institucionais. Mesmo o interesse de classe desapareceu. O contrato social rasgou-se. Depois do poder político, agora nem o poder judicial nem o chamado quarto poder, a comunicação social, são merecedores de confiança. Salve-se quem puder, deve ser o mote de 2016 e dos próximos anos."
Em tempo.
A teoria da Relatividade diz que nada é instantâneo. 
Não sei se será bem assim, pois o Nescafé, aí está para a contrariar. 
Conheci, em tempos, o actual militante e vereador socialista.
Verifiquei que, a partir de 2009, desde que passou a vereador executivo inovou. 
Verifiquei, quatro anos depois, em 2013, que desde que passou a militante do PS, inovou ainda mais... 
Esta crónica, fica-lhe a matar. Aliás, neste momento,  quase tudo lhe fica a matar.
Não esperava é que conseguisse ser assim, como dizer...  tão fashion whore.

3 comentários:

Anónimo disse...

Diz o Sr---Ora, o individualismo invadiu de tal forma o espaço coletivo que o suplantou. Esquecemos o bem coletivo e o interesse público.---
Ó Sr. DR. Será que se está a referir ao parque de estacionameno do hospital apoiado por V.excia?
Á tiros no pés que nem o João Costa teria tanta pontaria.

Anónimo disse...

Tenho um primo que veio do Faroeste lá ele disparava em tudo que mexia chegou cá foi promovido agora o raio das pistolas só disparam no que lhe interessa.
Desdiz o que disse apoia o que não apoiava enfim mudou e eu tenho impressão que foi por interesse mas não tenho a certeza.
Este meu primo é danado para brincadeira mas é boa pessoa.
Bom ano.

Anónimo disse...

Não gasto tinta da minha impressora com este dupla face.
Quando votar pelas portas abertas, falamos.