sábado, 16 de janeiro de 2010

X&Q808

Ver Aqui
.
.

4 comentários:

o cu de judas disse...

coitado do Incitatus ser comparado a estas personagens, o pobre cavalo não o merecia, o lugar de certeza não foi por ele ambicionado, mas pensando bem entre uns e outros a inteligência não deve diferir muito

o cu de judas disse...

coitado do Incitatus ser comparado a estas personagens, o pobre cavalo não o merecia, o lugar de certeza não foi por ele ambicionado, mas pensando bem entre uns e outros a inteligência não deve diferir muito

o cu de judas disse...

E cito :Por muito que se inove no campo político, não há como escapar a um certo fatalismo no que se refere à condição de classe e consequente exploração (*). A sociedade permite uma certa mobilidade, sim, mas há limites nessa desmarcação. Sim, foi relativamente fácil a Calígula promover o seu cavalo Incitatus a senador. O que a História não regista é se o cavalo passou a relinchar partidariamente, ou se, pelo contrário, os seus novos pares começaram a trotar no seu compasso.

(*) Exploração, meus caros, começa sempre do lado de dentro dos seus botões. E não há como escapar: sempre se é comunista de alguém, judeu de alguém, capitalista de alguém, negro de alguém, presidente dos Estados Unidos em cima de alguém. E eu mesmo — confesso — escrevi este livro explorando o humorista que há em mim próprio.

José Alberto Braga, in 'O Guia da Sobrevivência Política'

João Miguel Vaz disse...

O Obama não nomeou o Bush para coisíssima nenhuma...