quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Agora, resta o diálogo?..

Imagem sacada daqui

Conforme pode ler no Diário de Coimbra, clicando aqui, “Figueira 100% e PSD chumbam companhia Vortice Dance”.
“Foi “quente” ontem a reunião de câmara e nem o frio que se fazia sentir no exterior ajudou a “arrefecer” os ânimos. Em cima da mesa estava o protocolo entre a autarquia e a companhia Vórtice Dance, para a sua instalação no CAE como companhia residente, mas PSD e Figueira 100% chumbaram o projecto, pelo menos enquanto não houver mais explicações, manifestando-se no entanto abertos ao diálogo.”.
António Tavares, vereador da Cultura, depois da proposta ter sido chumbada, “lamentou que o protocolo não fosse aprovado. «Era uma matéria estruturante para revitalização do CAE, nesta fase pré-negocial tínhamos conseguido instalar a companhia residente sem custos, achávamos que, através da sua actividade e do ensino da dança iria dinamizar diariamente» aquele espaço. O autarca disse acreditar que os votos contra foram «um sério revés no que era e constituiu grande parte do nosso programa para a cultura». «Vejo perigar todo um conjunto de projectos que estavam associados à matéria», referiu, recordando que, com o protocolo, se iria abrir «uma porta para acordo com Ministério da Cultura, o que nunca tinha acontecido», admitindo todavia que aceita reformular a proposta.”

2 comentários:

Antonio disse...

Por acaso era mesmo disto que estávamos a precisar.
Uma companhia de dança, residente e à borla.
Isto é que era uma coisa boa.
Mas não quiseram.
Nabos...

o cu de judas disse...

grátis, quando esta palavra aparece, sinto arrepios, nada existe que seja greátis, existe sempre um prêço