Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

domingo, 29 de novembro de 2020

Um pensamento tão actual...

«O homem saiu da caverna, mas esta, verdadeiramente, nunca saiu do homem. Daí alguns dos maiores crimes contra a Humanidade terem sido cometidos pelas nações supostamente mais civilizadas: raspa-se um pouco desse verniz civilizacional e logo surge o grunho rupestre.»
Lido aqui.

Sem comentários: