Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Só a verdade é revolucionária


João Vaz, no jornal Diário as Beiras, edição de hoje. Passo a citar.

"O mundo dos médicos em Portugal é intrincado. Temos muitos médicos (45.000) mas poucos a trabalhar no Serviço Nacional de Saúde (SNS). “Não há falta de médicos no país. Há falta de médicos é no SNS”, afirma quem sabe. Adicionalmente, sabemos que os médicos se concentram nas grandes cidades, e daí termos falta de médicos de família na Figueira da Foz.Pessoalmente sinto essa falta, o meu médico de família reformou-se, na Unidade de Saúde Familiar de Buarcos (USF), e fiquei sem médico de família. Há seis meses que não sei a quem me dirigir se precisar de fazer exames ou ficar doente. Na minha ficha do SNS online não consta o “nome do médico”, o espaço está vazio. Haverá centenas ou milhares de pessoas na mesma situação que eu."

Fim de citação.
Afinal, ao contrário do que dizem alguns políticos locais em sessão de câmara, há mesmo falta de médicos no concelho
Pelo menos além do responsável pelo blogue OUTRA MARGEM e o eng. João Vaz, mais de 4000 utentes do SNS estão sem médico de famíla no concelho da Figueira da Foz.
O que comprova que o autor do blogue não tem por hábito dizer mal de tudo e de todos. Apenas regista, para memória futura, as coisas que vão acontecendo na FIGUEIRA, sem interesses pessoais, ou de grupo, a defender. Apenas o move o interesse por uma cidade de que gosta.

A verdade é como o azeite...

Nota: imagem via Diário as Beiras. Edição de 11 de Novembro de 2020.

Sem comentários: