Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

quinta-feira, 19 de novembro de 2020

"Devido à falta de médicos nas unidades de cuidados de saúde primário (ver gráfico), cerca de 4500 utentes do concelho da Figueira da Foz estão temporariamente sem médico de família"

Nota: 
Eu sou um dos tais cerca de  4 500 que já nem médico de famíla tem.
Como utente do Posto Médico da Cova e Gala, neste momento, para poder obter uma receita para os medicamentos normais dum velho, tenho de fazê-lo com antecedência, pois uma receita demora 8 (oito) dias a chegar ao utente. Resultado: também aqui a responsabilidade é nossa: temos de estar atentos e pedir por escrito as receitas com uma antecêndia, no mínimo, a rondar os 10 dias. 
Imagem via Diário as Beiras


1 comentário:

Lérias disse...

Sou utente do posto de Buarcos e a situação ate à ultima vez que por lá passei (30 set) era igual. Se o Dr Vitor Sarmento já tem substituto ainda nao sei.
Mas sei que tive consulta em outubro 2019 e por ser um doente sem histórico de doença não iria fazer o eletro e outros exames de rotina, ficando já agendado uma consulta para inicio maio deste ano.
Só que veio o Covid e a determinada altura recebi,e bem, sms com receita sem papel do medicamento para o colesterol. Faltou a requisicao dos outros exames, tambem nao sei se tem vindo os consegueria fazer.
Sei que em Agosto fui a medico particular e foi detetado problema no coração, que sempre foi considerado um relogio.
A pergunta a que nunca terei resposta é: se tem vindo a requisição dos exames, consegueria te-los feito? Teria evitado o problema que me foi detetado no coracao?
Assim vai a saude.
PS
Depois da chegada do Covid as 3 ou 4 vezes que fui lá no posto (parte externa) sempre fui bem atendido, nunca tive foi consulta.