.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Frente ao mar, no último dia de Abril de dois mil e quinze

Numa Terra que mais parece um covil,
neste último dia do mês de Abril,
de dois mil e quinze,
frente ao mar
da Cova d´Oiro
dou comigo a perguntar:
quando é que na Terra da fraternidade,
que tem como primeira figura uma esfinge,
quando é que, enfim,
acorda esta gente
e manifesta vontade urgente
de mudar?..
Isso, sim
seria para todos nós,
incluindo os avós,
o verdadeiro tesoiro...

Em tempo.
Cresci, tornei-me adulto e estou a envelhecer, a ouvir dizer que aquilo que não nos mata torna-nos mais fortes.
Começo a acreditar o contrário: aquilo que não nos mata torna-nos muito mais fracos...

1 comentário:

A Arte de Furtar disse...

Para arribar o ânimo, aqui lhe deixo um verdadeiro tesoiro humorístico:

"Portas diz que não faz questão de ter cabeças de lista"

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/#ixzz3Ynz21qLR