.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Hoje estou assim (puta que pariu esta merda toda)...

(Portugal 2011.
Trabalho 12 horas por dia, domingos, sábados e feriados, consigo ter ao fim do mês, líquidos, mil, mil e cem euros.
Portugal 2012.
Em outubro, depois de cerca de 40 anos de carreira contributiva para a segurança social, vejo-me na situação de desemprego, com 627 euros, líquidos, ao fim do mês...
Portugal 2013  
Outubro.
Continuando na situação de desempregado, depois dos cortes, tenho 530 euros, líquidos, por mês...
Em tempo.
Sou divorciado, vivo sozinho, numa casa da mãe, mas tenho de pagar, água, luz, gás, comidinha...
E tenho uma extravagância: uma viatura, com 8 anos, a gasóleo... )

Para ir a excursões, prefiro ir a Fátima, é tranquilo...
Manifestar, para quê.
Para haver eleições e os portugueses votarem  seguro – isto é, no PS?..

1 comentário:

Cláudia Sequeira disse...

Com os insistentes ataques ao bolso do portugueses lá se poderiam ir desculpando com a divida e nao sabemos fazer de outra forma, MAS , qualquer bom líder tem sempre uma contrapartida , poderia ser, mas temos como prioridade preservar a educação e o SNS e por isso o esforço recai sobre todos. Isto ja doía, era mau, mas " comia- se". Mas a verdade e que eles também nao tem coragem de dizer, nem o TC de se manifestar, se se pesquisar bem, ler e reler as entrelinhas q tem sido camufladamenre anunciadas entao o MAS seria um E AINDA vao perder o SNS e a educação subsidiada pelo estado. Posto isto pergunto: descontar para que, pagar impostos para que? Mas enfim, os portugueses deixaram de ser criativos e corajosaos como outrora e lá vao fazer um passeio e depois votar no seguro para nos levar estes desastres, quatro anos depois votam nos desastres porque ja nao gostam dos desastrosos. Se calhar um bom negocio para o pais era investir em programas de viagem com direito a actividades masoquistas.