Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

sábado, 11 de dezembro de 2021

NOVO LIVRO DE ALFREDO PINHEIRO MARQUES: "O RETRATO COEVO DO REI DOM MANUEL I"

CONFERÊNCIA DO AUTOR, EM 13 DE DEZEMBRO DE 2021, EM VISEU, NO MUSEU NACIONAL GRÃO VASCO

O Centro de Estudos do Mar e das Navegações Luís de Albuquerque (CEMAR)informa "que está prestes a ser publicado (sairá neste mês de Dezembro de 2021, e logo será imediatamente oferecido ao público, graciosamente, em edição electrónica) o livro de Alfredo Pinheiro Marques O RETRATO COEVO DO REI DOM MANUEL I…, obra editada por esta associação científica sem fins lucrativos e com estatuto de utilidade pública, da autoria do historiador português da Cartografia e dos Descobrimentos Geográficos que é o fundador e director do CEMAR ao longo dos últimos vinte e seis anos, desde 1995.

O RETRATO COEVO DO REI DOM MANUEL I — Identificação, Agora, em 2021, do Rosto e da Figura do Rei Mais Célebre, na Pintura Mais Célebre, do Século XVI Português (e Hipótese de Haver Nela Algo de Ainda Mais Significativo e Inesperado), Figueira da Foz do Mondego: Centro de Estudos do Mar, 2021 (Dep. Legal: 492702/21 [Portugal]; ISBN: 978-972-8289-61-4) é a publicação através da qual fica desenvolvida, e definitivamente afirmada, a tese da identificação da presença deste Rei de Portugal na célebre pintura da "Adoração dos Reis Magos" existente no Museu Nacional Grão Vasco, em Viseu.  A tese que havia sido anunciada por Alfredo Pinheiro Marques e o CEMAR em 12 de Maio de 2021 — e então, através de comunicação formal, foi remetida ao Estado português (a S.E. a Ministra da Cultura, a Direcção-Geral do Património Cultural, e a Direcção do Museu Nacional Grão Vasco). E que, logo de seguida, ficou consignada, num simples parágrafo, num artigo da autoria do historiador publicado em Junho de 2021 (Alfredo Pinheiro Marques, "O Atlas Feito para Tentar Contrariar a Viagem de Fernão de Magalhães", in Revista da Armada, Lisboa: Marinha Portuguesa, nr. 562 [Maio, 2021], pp.17-20, nr. 563 [Junho, 2021], pp. 23-26, e nr. 564 [Julho, 2021], pp. 22-25).

Secundando a divulgação que estará a ser feita pelo próprio Museu Nacional Grão Vasco, do evento paralelo agora também lá organizado, o CEMAR aqui anuncia também que, ao mesmo tempo, em data muito próxima — concretamente no dia 13 de Dezembro de 2021, o dia exacto em que ocorre a efeméride dos quinhentos anos do falecimento desse mais célebre e mais rico dos Reis portugueses (e que, nos dias da sua vida, foi Duque de Viseu) —, irá ter lugar uma conferência de Alfredo Pinheiro Marques nesse Museu Nacional Grão Vasco, em Viseu, sobre o tema. Essa conferência, sobretudo destinada a órgãos de informação social jornalística, radiofónica e televisiva, não deverá, no entanto, infelizmente, poder ser aberta a um público geral, devido às compreensíveis precauções de saúde pública que estão em curso por causa da pandemia da COVID-19. Tem-se esperança de que, depois, num futuro próximo, possam vir a ser efectivadas outras realizações mais sobre esta matéria, cujas repercussões futuras vão ser de primeira grandeza na iconografia da História de Portugal e na História da Arte Portuguesa."

Sem comentários: