.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Marcelo sabe muito...

Ontem, na TVI, na sua habitual missa dominical, Marcelo Rebelo de Sousa disse que a esquerda parte "com uma vantagem clara" para as Presidenciais de 2016, tendo António Guterres "em compasso de espera", enquanto "vai pondo António Vitorino em lume brando".  
"É tudo gerido por António Costa", acrescentou...
Marcelo Rebelo de Sousa sabe o óbvio: as candidaturas presidenciais ganhadoras são as que, partindo de um determinado espaço político, conseguem alargá-lo.
É isso que ele quer fazer transparecer: que está com um pé dentro e outro fora do PSD.
O que acontece é que o pé que Marcelo tem fora do PSD - e em muitos dias é esse o "principal pé" -, ao mesmo tempo que ser vai decisivo para tornar a sua candidatura presidencial uma quase inevitabilidade, terá o perigo de amarrar Passos Coelho a uma estratégia que não lhe convém.
Marcelo vai querer demarcar-se deste governo e de Passos: sobretudo, vai querer mostrar que não está refém de ninguém.
O que a meu ver é verdade, pois Passos e o PSD é que vão ficar reféns de Marcelo.
Marcelo vai tentar evitar no espaço da direita uma candidatura alternativa à sua – neste momento, Santana por saber isso já se meteu em “bicos dos pés”... -, que só fraccionaria o PSD, mas, por outro lado, a candidatura de Marcelo a presidente, é uma ameaça ao projecto político que Passos tem levado a cabo nestes anos de governação.
Portanto, a futura putativa cooperação estratégica entre Marcelo e Passos, neste momento, parece mais do que uma miragem, uma utopia distante.
Acontece que, politicamente, não creio ser possível que haja convergência estratégica possível entre os dois.
Como se não bastasse, Marcelo putativo candidato oficial do PSD, não terá o potencial eleitoral de Marcelo candidato com o "pé fora" do PSD.
As presidenciais de 2016 vão servir para muita coisa. 
Por exemplo, espero eu, para confirmar o bloqueio estratégico que, neste momento, existe e é visível na direita.
Nada de grave, pois o PS, como habitualmente, vai dar uma ajuda...
Já apontam para Vitorino.

Sem comentários: