"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

quarta-feira, 14 de março de 2007

Tempo do PREC e dos murais


Esta foto foi gentilmente sacada ao uBelogue, do cfreitas, a quem aproveito para agradecer, não apenas esta fotografia, mas também as boas recordações que de vez em quando nos traz, fruto do trabalho de pesquisa que, vê-se a olho nu, realiza com tanto gosto e empenho.
Obrigado Amigo.
Trata-se de um Mural que esteve na escadaria exterior da Biblioteca Municipal Pedro Fernandes Tomás. Data de 1977 e foi fotografado por Neves Águas (1920-1991).

Arte urbana ou vandalismo?...
As opiniões ainda se dividem!...
Na Figueira, como em todo o País, foram visíveis as frases e ícones expressos em murais. Enquanto alguns consideravam os dizeres como formas de arte, para outros só sujavam a cidade...
Enfim, na altura era um sinal de um tempo que perdura na nossa memória e da dimensão utópica que varreu o país nos tempos conturbados que se seguiram ao 25 de Abril!...
O muro, símbolo por excelência da interdição absoluta, passou a funcionar como cenário onde se representou «o excesso de liberdade que a história não permitia, mas que em poucos messes ficou sobrecarregado de investimentos, sem aplicação no dia-a-dia das pessoas, no quotidiano sociopolítico do país».

5 comentários:

Anónimo disse...

Peço desculpa, mas este mural era, quase de certeza, da autoria de Rodrigo de Freitas. Eu dei lá umas pintadelas, com o Cação Biscaia, Tó Buzina, Augusto Carvalho, Pedro Carvalho, Pedro Fraga, Jorge Rigueira etc. e fizémo-lo sob orientação do Rodrigo.

António Agostinho disse...

Gostaria que a autoria do mural, aliás, uma obra de muito bom gosto ficasse apurada.
Como escrevi no post, citei o uBlogue.
Sei, porque o conheço, que o autor deste blog de Coimbra é dedicado ao estudo e ao rigor histórico.
Não haverá ninguém que consiga esclarecer, sem margem para dúvidas, a autoria deste mural,que ainda perdura na memória de muitos figueirenses?

Unknown disse...

O sitio refere a autoria ou autor da referida foto, como se pode ou devia perceber, nao podia referir a autoria do mural, porque a desconheço. Este, como muitos outros, quase de certeza foi realizado colectivamente. Se linkar o sitio que indico descobrirá outros, realizados na Figueira pelos anos de 77-78 e provavelmente até se apercebe onde foram realizados. Este foi apenas e só, para mim, o mais interessante.

António Agostinho disse...

Está feita a rectificação no texto.
Penso que o castelo de areia tem razão. O Rodrigo de Freitas, dos Carvalhais de Lavos, na altura penso que funcionário da Secretaria de Estado da Cultura e artista plástico deve ser mesmo o autor do mural...
Foi fotogrtado, isso sim pelo autor referido no texto.
Um abraço para o castelo de areia e para o cfreitas

Anónimo disse...

O Cação Biscaia poderá dar um contributo fidedigno sobre a autoria do mural, porque ele teve a ver com a sua concepção. Eu apenas dei umas pinceladas.
O Rodrigo de Freitas era da 5ª Divisão do MFA.