Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

terça-feira, 28 de setembro de 2021

Dez de Agosto alvo de ação de despejo das instalações onde está desde 1883 (com um interregno de 5 anos, entre 1950 e 1955)

Via Diário as Beiras
"A Sociedade Filarmónica Dez de Agosto (SFDA) está a contestar no tribunal uma ação de despejo, acionada pelo senhorio. 
Ao que o DIÁRIO AS BEIRAS apurou, este ano, por dificuldades de tesouraria, a centenária coletividade pagou rendas com atrasos de alguns dias e numa ocasião atrasou-se um mês, pagando duas de uma vez. Neste momento, não tem rendas em atraso. 

A ação de despejo da Dez de Agosto foi um dos temas abordados na última sessão da Assembleia Municipal do mandato, por iniciativa da CDU, que indagou o executivo camarário sobre o assunto. Deste, obteve a resposta de que estavam a decorrer conversações com a direção da SFDA, para se “tentar encontrar soluções”

Contactada pelo DIÁRIO AS BEIRAS, a direção da coletividade, liderada por Sansão Coelho, adiantou que o processo está a decorrer em tribunal e que aguarda pelo resultado. No entanto, os dirigentes da SFDA mostram-se otimistas em relação ao desfecho do contencioso. O presidente da “Teimosa” espera, por outro lado, “que o novo executivo camarário (que será presidido por Pedo Santana Lopes) se envolva numa solução para este problema”
Fundada a 10 de agosto de 1880, a SFDA é uma das mais emblemáticas coletividades do concelho da Figueira da Foz. 
 Alcunhada de “Teimosa”, a associação tem entre os seus nomes históricos a atriz Maria Olguim (1898-1984), que ali iniciou a sua longa e bem-sucedida carreira na arte de representar. A Dez de Agosto desistiu da banda filarmónica no início do corrente século."

Sem comentários: