"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

sexta-feira, 10 de setembro de 2021

Autárquicas 2021: Rui Rio ontem na Figueira...

Ontem, ao fim da tarde, Rui Rio esteve na Figueira da Foz. 
Antes, tinha estado em Oliveira do Hospital e Coimbra onde participou em acções de rua.
Segundo o Notícias de Coimbra, Rui Rio esteve na Figueira da Foz, depois da correria pela A14. 
"Os cerca de trinta apoiantes deram cor a mais uma acção de rua, com atraso horário, mas desta vez, ao contrário do que tinha acontecido em Coimbra, com o regresso das bandeiras do PSD. 
Na Figueira, também apareceu a carrinha-palco cor-de-laranja, que estacionou na praça junto à Câmara Municipal, logo a seguir à sede da candidatura de Pedro Santana Lopes, que colocara um carro de campanha com música à porta. 
Acompanhado por Pedro Machado, Rui Rio foi conduzido não pelo candidato mas por um militante local que conhece os lojistas. “Deixem-me apresentar-lhes o Dr. Rui Rio e o Dr. Pedro Machado” – disse a um grupo de idosos que pouca conversa retribuiu. Ao sair de um café, um jovem empunhando um telemóvel dirigiu-se a Rui Rio e pediu-lhe que intercedesse pelas três praias do sul da Figueira da Foz. “Nem precisa de lá ir. Estão a gastar milhões e está tudo assim…” – disse o rapaz de cerca de vinte anos ao mostrar imagens que tinha no telemóvel. 
Porque não há dia de campanha sem subir a palco, lá se juntaram as cerca de trinta pessoas para ouvir o discurso de Rui Rio. Mas a “cassete” era a mesma, o Tribunal Constitucional em Coimbra…ali a 50 quilómetros noutro concelho. 
No fim do dia, a surpresa mais esperada pela comitiva do PSD: a decisão do próprio Tribunal Constitucional que considerou improcedentes os recursos do partido para invalidar a candidatura de Pedro Santana Lopes. 
Começava o acordão por sublinhar que as eleições ganham-se e perdem-se nas urnas. Haverá coincidências?"
Em declarações aos jornalistas, o presidente do PSD defendeu que o destino do concelho passa por soluções de futuro e não do passado. Recusou dizer a quem se referia como opção do passado. Rui Rio evitou também comentar a sondagem publicada ontem, que dava a vitória ao independente Pedro Santana Lopes. 
Todavia, lembrou que ele é “o melhor exemplo”. “Ganhei o Porto e o melhor que se conseguia em sondagens era 19 por cento e em eleições deu 43 ou 44 por cento”
O líder do PSD, porém, reconheceu que “é difícil” tendo também Pedro Santana Lopes na corrida. E acrescentou: “Para nós, era mais normal que fosse um confronto direto apenas com o PS. ”
Questionado pelos jornalistas por que motivo não é Pedro Santana Lopes o candidato do PSD, respondeu: “As estruturas locais e distritais, maioritariamente, inclinaram-se para Pedro Machado e a direcção nacional avalia o candidato: se entende que ele tem condições e é competente, por que é que há de contrariar?”

Sem comentários: