Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

domingo, 5 de setembro de 2021

A homossexualidade de Rui Rangel, “não é problema nenhum”. Então o porquê de todo este aparato "me(r)diático"?..

Vila Nova de Gaia, 9 de Setembro de 2011
"Um pai, ao que parece com formação de nível superior, terá descoberto que o seu filho com 15 anos é homossexual. Uma vez descoberto este "crime" o pai, de madrugada, dirigiu-se a uma esquadra da PSP, acompanhado do miúdo, emocionalmente desfeito, e entregou-o aos cuidados da polícia que procurou posteriormente uma instituição de acolhimento."

Todos sabemos como as discussões em torno das questões da orientação sexual e das implicações sociais são crispadas pela contaminação que sofrem advinda do quadro de valores dominantes ou dos intervenientes.
O casamento gay ou a adopção de crianças por casais de homossexuais, são questões questões que ainda hoje levantam polémica na sociedade portuguesa. 
O episódio elucidativo recordado acima, acontecido há 10 anos, certamente com um efeito potencialmente pesadíssimo para o miúdo, dá para comparar o quanto Portugal está diferente em 2021. 
OS PROBLEMAS DAS MINORIAS, COMO O HOMOSSEXUALISMO, SÃO PROBLEMAS MINORITÁRIOS. DIRIA MAIS: PARA MIM, SER OU NÃO HOMOSSEXUAL É UM NÃO PROBLEMA. 
O QUE INTRIGA É: PORQUÊ - ISSO SIM, PODE SER IMPORTANTE -, ENTÃO, TODO ESTE APARATO ME(R)DIÁTICO, HOJE? 

Pondera candidatar-se a líder do PSD? 
“Não digo desta água não beberei.” 
E ser primeiro-ministro? 
“Não enjeito.” 
O eurodeputado do PSD Paulo Rangel deu ontem mais alguns passos em prol das suas ambições políticas, numa entrevista ao programa “Alta Definição”, da SIC. Entrevista do género intimista – a chamada entrevista de vida –, onde procurou, acima de tudo, retirar pretextos para o desenvolvimento daquilo que o próprio qualificou como uma “campanha negra” que contra si se tem vindo a desenvolver nas últimas semanas. 
Rangel desminou o caminho fazendo na entrevista o seu coming out sexual – assumindo publicamente que é homossexual. 

Sem comentários: