.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Disse o senhor: "uma opinião pública, para merecer crédito, não pode ser um acumulado informe de mágoas e queixas deixadas pela infinita galáxia das redes sociais”

Era uma vez um homem que, um dia, resolveu ir dar uma volta num balão de ar quente.
A dada altura, percebeu que se encontrava perdido. 
Decidiu, então, reduzir a altitude. Já próximo do solo avistou uma mulher e interpelou-a:
- Peço desculpa de a importunar, mas será que a senhora podia ajudar-me? Estou perdido. Prometi a um amigo que me encontraria com ele há uma hora atrás, mas a verdade é que não sei onde estou.
A mulher em baixo respondeu-lhe:
- O senhor encontra-se num balão de ar quente que paira no ar a cerca de 8 metros acima do solo. A sua posição situa-se entre Latitude 40°09′03″ N, Longitude: 8°51′42″ O,  15 metros acima do nível do mar.
- A senhora é de certeza uma funcionária pública - replicou o homem no balão de ar quente.
- De facto sou funcionária pública. Como é que adivinhou? - perguntou a mulher admirada.
- Bom, tudo o que me disse é muito burocrático, formal e com um sentido obscuro. Até pode ser tecnicamente correcto, mas não resolve o meu problema. A verdade é que eu não sei o que fazer com a informação que me deu e continuo a não ter mínima ideia onde me encontro. Continuo perdido. Para ser franco, não me ajudou em nada. Se alguma coisa daqui resultou foi que a senhora só contribuiu para atrasar a minha viagem.
A mulher respondeu: - O senhor deve ser o presidente da câmara.
Na verdade, sou... - respondeu-lhe o homem do balão de ar quente - mas como é que descobriu?
- Fácil - disse a mulher - o senhor não sabe onde está nem para onde vai. Atingiu a posição onde se encontra com uma grande dose de ar quente. Fez promessas e não tem a mínima ideia como as vai cumprir. Espera e pretende que pessoas que estão abaixo de si resolvam o seu problema. A realidade é que o senhor está exactamente na mesma posição em que se achava antes de me encontrar.
Mas, agora, vá-se lá saber porquê, isso é culpa minha!..
“Quimgraçadas”, disse a senhora, "as palavras do homem do balão de ar quente!"

Sem comentários: