.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Senhor Doutor Nobre:

 A malta tem memória curta, mas assim tanto também não...
Fernando Nobre, o Senhor Doutor, andou meses a fazer campanha eleitoral para a presidência da república, jurando aos portugueses que estava acima dos partidos. 
Em 2011, foi o cabeça de lista do PSD por Lisboa e candidato a presidente da AR se o PSD vencesse as eleições, como aconteceu.
Não precisávamos de Fernando Nobre, o Senhor Doutor, para nos confirmar que a política em Portugal, hoje em dia, é uma obscenidade, um jogo de interesses obscuros, onde está aberto o campo a todo o tipo de oportunismos.
Senhor Doutor Nobre:
Assim se foi tirando credibilidade à  política e desacreditando  a democracia!..
Embora não tenha votado em si, sinceramente, ainda hoje tenho pena...
Isto, depois de Fernando Nobre, o Senhor Doutor, ter sido candidato pelo BE ao Parlamento Europeu!..
Sempre coerente, portanto...
Para a democracia portuguesa ficar completa só faltava Fernando Nobre, o Senhor Doutor!..

1 comentário:

A Arte de Furtar disse...

Fui ler a entrevista (diponível em:
http://www.ionline.pt/artigos/portugal/fernando-nobre-se-entender-util-ao-pais-nao-hesitarei-candidatar-me-belem/pag/-1)

É uma entrevista de quarta feira de cinzas...