Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Alfredo Barroso, um dos fundadores do Partido Socialista...

"Depois da ignóbil chinesice de Costa, abandono o PS, e é já" !..

Em tempo.
Finalmente, Costa fazer resolveu fazer oposição!

Agora, é só uma questão de alguém lhe explicar que deve fazer oposição ao governo e não a si próprio...

1 comentário:

A Arte de Furtar disse...

"Alfredo Barroso considera que as palavras de António Costa são uma humilhação e uma vergonha para todos os socialistas.
Por último diz que, a Costa, só deseja que vá para «o raio que o parta, mais a canalha de direita que tomou conta do PS».
TSF on line

Ao Partido Socialista continua a faltar a “garra” de recusar, resistir, mobilizar. Não precisa de ser Syriza, precisa apenas de ser Socialista!

Perante os bloqueios às mudanças, a falta de ousadia, a inércia, a indecisão, a falta de transparência, as meias palavras, os jogos do poder, a opacidade dos negócios, a paz podre, o Partido Socialista deveria constituir motivo de estímulo, coragem e determinação na alternativa. Costa devia ter como objectivo defender e promover o património histórico e identitário da esquerda contemporânea que é o PS.

Mais que “Charlie” eu sou LOUKANIKOS, pois ladro e mordo….quando necessário!