FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA.

FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA. FIQUE EM CASA.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

ALERTA COSTEIRO 14/15, uma exposição fotográfica de Pedro Agostinho Cruz, vai ser inaugurada no próximo sábado, 28, pelas 10H30M no Mercado da Gala

No sábado, o Pedro (o fotojornalista Pedro Agostinho Cruz) vai mostrar mais uma série de fotografias.
Nesta mostra, o Pedro (o fotojornalista Pedro Agostinho Cruz) põe-se à prova.
Vai mostrar o que aprendeu em quase 10 anos de fotografia e provar que a sua fotografia tem a ver com a maneira como vê as coisas, as mesmas coisas, aliás, que estão à disposição de toda a gente para serem vistas, fotografadas e analisadas.
Ao Pedro (o fotojornalista Pedro Agostinho Cruz) não interessa apenas a estética - as suas fotografias comportam mensagens e pretendem contar «estórias».
Como escreveu um dia - já lá vão mais de 5 anos - o Fernando Campos, o Pedro (o fotojornalista Pedro Agostinho Cruz) é “um jovem “pas tout a fait comme les autres”; ao contrário do que é típico na sua idade (neste momento, tem apenas 27 anos) não é daqueles que descobriram a pólvora seca das verdades insofismáveis; gosta mais de ouvir (e observar) do que de falar. O Pedro (o fotojornalista Pedro Agostinho Cruz) é um andarilho (tem o projecto de uma viagem a África...) e, sobretudo, um observador incansável.
No seu olhar silencioso e perscrutador há algo que o distingue de um mero fotógrafo competente, algo intangível e difícil de descrever: uma sensibilidade poética; ou seja, aquilo que o torna capaz de, com enquadramentos ousados e um sentido da composição notável, transformar o mais banal retrato do quotidiano numa imagem carregada de sentido(s).
É este Pedro (o fotojornalista Pedro Agostinho Cruz), que depois de ter exposto noutros lados para onde foi convidado, vai mostrar o seu trabalho, pela primeira vez, na sua Terra e sobre a sua Terra.
Dia 28, sábado, no Mercado da Gala, (a inauguração acontecerá pelas 10H30M) vai estar patente ao publico o seu mais recente trabalho - ALERTA COSTEIRO 14/15.
- ALERTA COSTEIRO 14/15 é um retrato informativo, crítico e cru de uma realidade da costa portuguesa, nomeadamente na Cova-Gala - erosão costeira.
- É um olhar preocupado e inconformado que vive na esperança e ânsia de uma solução.
ALERTA COSTEIRO 14/15 é a exposição que o Pedro (o fotojornalista Pedro Agostinho Cruz) não queria fazer, mas que infelizmente sente que é importante a sua realização.
- ALERTA COSTEIRO 14/15 é mais uma sensibilização a quem de direito.

Sem comentários: