"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

terça-feira, 27 de julho de 2010

O que terá acontecido, entretanto?...

No dia 19 de Junho deste ano, há um mês e 7 dias, portanto, escrevia Rui Beja da Silva no seu blogue Rua da Liberdade:
“Ontem à noite José Cid actuou sem qualquer problema, esta noite não temos, também, nenhuma tempestade à vista. Ainda por cima provou-se que este é o melhor local para instalar palco para concerto, a audiência pode ser duplicada com a esplanada Silva Guimarães a servir de 1º Balcão.”

Dia 26 de Julho deste mesmo ano, ontem, portanto, um mês e sete dias depois, o mesmo Rui Beja da Silva, escreve no seu blogue Rua da Liberdade, sobre o mesmo local:
“Depois, a Maioria foi incapaz de dizer sim à realização de um festival de bandas de rock junto ao Forte de Santa Catarina. É verdade que o Executivo propôs aos organizadores do evento que o rock passasse para o anfiteatro ao ar livre do CAE, pois com os meios técnicos e humanos do Centro de Artes a coisa ficaria praticamente de borla.
Que descaramento! Dizer não ao rock no forte que custaria 15 mil euros aos cofres municipais!
Mesmo que fosse de borla no CAE, alguém idealiza rock sem forte, muito pó e esplanada por perto?!”


O que é que aconteceu, entretanto, no decorrer destes 37 dias?
Derreteu-se o alcatrão do largo junto do Forte de Santa Catarina?
Ou terá vindo abaixo o “1º. Balcão”?

3 comentários:

Rui Beja disse...

O palco onde actuou José Cid foi instalado no passeio junto ao ténis clube da Figueira da Foz, as noites no forte ocorriam no escampado/jardim que rodeia o Forte de Stª Catarina, a uns largos metros do local onde foi instalado o palco de José Cid.
Com certeza que foi por equívoco que escreveu esta mentira, não acredito que tenha querido enganar os seus leitores.

Atenciosamente,

Rui Beja

António Agostinho disse...

Por acaso, se bem me lembro, o ano passado o palco do festival de bandas, foi instalado ao lado do palco onde actuou José Cid, foi só descer as escadas, onde existe um relvado...
Isto, a propósito do pó.
Atenciosamente
antónio agostinho

Olga Tronchuda disse...

Escampado? Ó Hortenche achega-me aí o dixionáiro...
Ora... escampado... bolas... carago... nunca mais incontro... ah xim tá qui:
adj. diz-xe do tempo, aquando ele aclara.

bejinhos a todos da