sexta-feira, 23 de julho de 2010

Registe-se a prontidão de quem de direito na resolução do assunto

O alerta para a situação foi feito por nós, neste post, há dois dias atrás.
Hoje pela manhã, passadas menos de 48 horas, foi feita a devida rectificação, conforme podem verificar nas fotos abaixo (para ver melhor, clicar em cima da imagem).
Ainda bem que assim aconteceu. Fica o registo da prontidão, de quem de direito, na resolução deste assunto.


1 comentário:

francisco_sanchez60 disse...

Agostinho
Gostaria que fizésses referência a uma situação flagrante de vigilância da praia do hospital.
Os nadadores/salvadores estão colocados ao cimo da praia, junto às dunas, a mais de 50 metros do rebentamento das ondas, o que em números reais representa que, se por acaso, há um caso de salvamento urgente, não só os nadadores não se apercebem, como não vão conseguir a tempo do salvamento, já que me parece que a corda de salvamento não deve chegar à água. Por outro lado passam o tempo dentro de uma barraca à sombra ( coitados não devem gostar de apanhar sol )sem se aproximarem dos que estão ao banho para dar as indicações do perigo se necessárias.
Pergunto será para isto que pagamos a vigilância da praia? Penso que não, e quanto a mim a vigilância não está a ser feita, pelo que considero a praia do hospital uma praia sem vigilância.
Um abraço