.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Verão da Figueira, por onde andas tu?...


Figueira. Agosto.
Mês de férias, calor, praia, sol...
Isso era dantes.
O frio, principalmente à noite, não desarma.
Já me constipei e ando com um arreliador pingo no nariz!
E ainda nem estamos em meados de Agosto.
Verão da Figueira, por onde andas tu?
A Figueira, tirando os fins de semana, está deserta…
É a crise. Dizem.
Também do tempo, digo eu.
A continuar assim, para quê, então, “os novos projectos de hotelaria no Concelho”?
Sublinhe-se, em especial, os “processos em que o Executivo da Câmara Municipal da Figueira da Foz se empenhou directamente para dinamizar o turismo do Concelho: adaptação do Paço de Maiorca num hotel de charme e a conclusão dos licenciamentos da Hotel Ponte Galante e do hotel do Grupo Visabeira, junto às Abadias.”
Mas, se tudo isto não chegar para a enorme procura turística de que a Figueira está a ser alvo este ano, em carteira, certamente não esquecido, deve estar ainda o projecto Alberto Gaspar.

4 comentários:

anamar disse...

Ainda bem que teve coragem de denunciar esse mamarracho, que cortou o que ainda se vislumbrava de uma serra já "pálida"...
Nada ajuda mesmo, nem o tempo...

o cu de judas disse...

sem clima propício a veraneio todo o ano, prêços altissimos, má qualidade no atendimento do turista com obras em pleno verão, provocando ruído, pó, casas de banho que são uma vergonha, o cliente mesmo o magro mal lá cabe, não sei como é que é permitido, sem sabão, sem papel para limpar mãos, sujas; restaurantes com serviço péssimo, desde a comida aos empregados, valerá a pena investir neste sector, não seria melhor criar uma boa frota pesqueira moderna, por exemplo, industria conserveira, e outras ligadas à vida maritima, se em Espanha a frota dá lucro qual a razão de cá estar tudo ao abandono, com frota do século XIX, a que ainda existe, pois +de metade dela já foi desactivada.

dilita disse...

A Figueira é uma cidade bonita.A Natureza foi pródiga! Mas "o homem" não a compreendeu... Já cá havia alguns,mas este é o mais feio dos monstros...

Olímpio disse...

Recordo os Verões de 1959! para onde fui a Figueira e as gentes que não se renovaram?Ainda tenho nos ouvidos a "chilrreada" das crianças espanholas,com as suas empregadas que eram muitos giras.O Bairro Novo foi uma festa nesse tempo e hoje está diferente ,porque a cidade é cara para férias e o tempo tambem não ajuda.