"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Afinal tudo não passa de uma “calinada”!...


Esta notícia
, assinada pelo jornalista José Santos da delegação da Figueira da Foz, que faz manchete no Diário de Coimbra de hoje, como se pode verificar na foto ao lado, afinal, não tem fundamento.
Um comunicado de há momentos do Conselho de Administração do Hospital Distrital da Figueira da Foz, EPE, que mão Amiga nos fez chegar, desmente categoricamente a notícia publicada no Diário de Coimbra em 24 de Agosto de 2009, hoje, portanto:
“O Conselho de Administração do Hospital Distrital da Figueira da Foz, EPE, desmente categoricamente a manchete e subsequente notícia publicada na edição de hoje do Diário de Coimbra, sobre a possibilidade de reabertura da maternidade do Hospital da Figueira da Foz.
Desde o encerramento da maternidade em Novembro de 2006, que não voltou a ser equacionada a hipótese da reabertura do Bloco de Partos, nem nunca mais houve contactos por parte da tutela sobre o assunto em causa. O Conselho de Administração nega a existência de reuniões sobre este assunto e diz que a notícia divulgada pelo Diário de Coimbra não corresponde à verdade, sendo uma notícia infundada e especulativa.”

No anterior post, que titulámos " haverá alguma súbita e anormal pandemia de grávidas na Figueira da Foz?..", ficava já subjacente a nossa perplexidade por tão insólita notícia.
Afinal, quem é que usou, e com que fins, um jornalista experiente como José Santos?

1 comentário:

o cu de judas disse...

será falsa, dada a falta de coordenação dos serviços do estado, e as guerrilhas institucionais, pode-se até colocar a hipótese . Se na Leirosa pintaram o centro de saúde por fora, e no final o fecharam, também é possivel a noticia ter qualquer fundamento