.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

O que têm em comum os projectos de Buarcos, "casco velho" e Cabedelo?

Todos estes projectos, nunca o foram!

O que foi apresentado inicialmente não contou para nada. A prova disso é que todas as obras estão a ser feitas tipo "NAVEGAÇÃO À VISTA".
Buarcos:  pararam as obras da marginal. Pior ainda: está tudo com um ar ainda mais desarranjado. O que se vai sair dali, qual o projecto final?
Ninguém sabe.
"Casco velho":  o que vai sair dali, qual o projecto final?
Ninguém sabe, passado toda esta eternidade que dura a obra!..
Cabedelo: o que vai sair dali, qual o projecto final?
Ninguém sabe, a não a ser a grande sumidade que é o presidente da junta de freguesia de S. Pedro!...


O que está a acontecer, é um bom exemplo do modelo de gestão na autarquia da nossa cidade, fazem-se promessas que não se cumprem, lançam-se projectos que não se concluem, fixam-se prazos que se ignoram. 
Como é que um concelho que quer trilhar o caminho do progresso pode ser  governado desta forma?
Deram as ruas, avenidas e praças da Figueira e o parque  do Hospital, para uma empresa privada explorar o estacionamento, os figueirenses pagam uma fortuna...
O espectáculo miserável de uma marginal, de um "casco velho" e do Cabedelo, é um monumento dedicado à incompetência camarária.
Os cidadãos do concelho da Figueira da Foz, apesar da autarquia ter um máquina de agitação e propaganda,  nem sequer são informados sobre as causas da situações, sobre o andamento dos projectos, sobre o futuro.
Isso, seria o mínimo a que teríamos direito...

Sem comentários: