.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Pedro: o pequeno e magrinho...

A Visão cita Pedro Arroja: Mulheres nas direcções partidárias são "sinal da degenerescência"!..

Em democracia, os partidos são essenciais.
Nos partidos, as pessoas são essenciais - existem homens e mulheres que defendem as ideias e os interesses que os partidos em que escolheram militar têm para oferecer à sociedade. 
Estamos no século XXI, portanto, nada mais natural que uma mulher em Portugal possa chegar a líder de um partido, como aliás já acontece: temos o BE e o CDS para o provar.
Isso, porém, na óptica da aberração da imagem, será uma coisa inferior e uma perda de vitalidade - no fundo, o declínio da sociedade portuguesa!..

Entre as pessoas que moram em Portugal, no interior e fora dos partidos, existem homens e mulheres, alguns deles podem ser mesmo professores universitários, com o desenvolvimento físico ou intelectual retardado - isto é, inferior ao que é considerado normal para determinada idade.
Ainda por cima, presumo eu, quando os homens são magrinhos e se pensa que possam ter pêlos encaracolados nas pernas, normalmente correm o risco de serem estúpidos e irritantes... 

Parafraseando o Herman...
"Existiam tantas coisas para falar de Pedro Arroja, mas infelizmente não temos tempo"!
Depois disto, contudo, ainda tenho uma dúvida: será apenas estupidez natural, ou, para além disso, também medo?..
Presumo que Pedro Arroja, Professor Universitário, comentador e "o economista que acredita em Deus porque a mãe não sabia fazer pénis", deverá ter muito sucesso a nível profissional e social. Todavia, tenho cá uma ligeira desconfiança que lhe deve falta algo - talvez o reconhecimento publico generalizado, digamos assim, aquela sensação de estar numa grande superfície comercial e ver toda a gente a olhar para ele, a apontar o dedo e a dizer: - "sabes quem é aquele?"  
- "É o Pedro Arroja, o comentador burro e  polémico!"

Porém, se a criatura queria alcançar rapidamente a fama, não teria sido mais eficaz ter ido para um reality show da TVI?..
Para quem acha que as deputadas do BE são “esganiçadas”, gosta de elogiar Salazar e pensa que os negros trabalham menos porque gostam de sexo, o Porto Canal é manifestamente redutor...
A vida é tramada: quando um fulano é pequeno, magrinho e se chama Pedro, não se safa de vir a ser o Pedrito toda a vida...

1 comentário:

A Arte de Furtar disse...

Tu és muito homem, Pedro.
Muito homem.
Fónix!!!!