Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

sábado, 31 de outubro de 2015

Aqueles 400 metros do prolongamento do molhe norte: "mais de 15 milhões de euros pagos por todos nós, que serviram para tornar a barra da Figueira da Foz, numa barra fatal"

A obra foi adjudicada por 12,5 milhões, mas custou mais de 15 milhões de euros. Esta fatalidade é conhecida das autoridades que continuam a não fazer nada que minimize o risco de morte certa como infelizmente tem acontecido desde a sua construção... 
Resolveu o problema do porto comercial, mas hipotecou o porto de pesca.
Em devido tempo, muita gente, incluindo os pescadores, avisaram a tempo para a ratoeira que iria ser construída. 
"Eles ouviram, fecharam os ouvidos e fizeram a obra".
Para António Miguel Lé, presidente da Cooperativa de Produtores de Peixe Centro Litoral, "os resultados falam por si. Infelizmente, quem tem pago todo o resultado desta construção temos sido nós".
Esta é uma reportagem a ver. Foi transmitida no passado dia 30 de outubro de 2015.
Para ter acesso clique aqui. Este importante trabalho de reportagem da RTP pode ser visto a partir do minuto 21.

Sem comentários: