.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

sábado, 15 de março de 2014

Pode ser sempre carnaval

carnaval à portuguesa - foto sacada daqui
Os números ainda não estão fechados, mas é certo que a edição do carnaval deste ano voltou a não cobrir os gastos. Estamos a falar da Mealhada, claro...
As contas da edição deste ano  registaram, mais uma vez,  um saldo negativo. 40 mil euros, é o prejuízo previsto.
Tudo por causa das condições do tempo, que não permitiram que o corso fosse para a rua no Domingo (2 de março), levando a organização a marcar nova data para o corso sair à rua, no domingo passado.
Na Mealhada,  já estão pensar em mudar o carnaval mais para o verão. Fala-se em junho...
Pelos vistos, na Mealhada e em outros locais, pode haver  sempre carnaval, pois existem sempre soluções...
Essa de mudar a data do carnaval mais para o verão, é uma delas...
Mas, há mais. Por exemplo, retomar uma  comissão para organizar o carnaval. Depois, face ao prejuízo, poderá recorrer-se a um peditório público.
Não será nada de espantar. Será apenas mais um...
Num país de pedintes,  contribui quem quer...
Assim, como isto está contribuímos todos,  via Câmara Municipal, através dos impostos que somos obrigados a pagar.
Eu sei que esta coisa de tudo tentar resolver  pelo recurso à caridade,  é assim uma espécie de  menoridade intelectual, mas é o país e o povo que temos  (o dos peditórios para amenizar a  pobreza, para proporcionar alguns cuidados de saúde e  assistência na velhice, para realizar festas com artistas que vêm actuar a peso de ouro, etc...  Por conseguinte, porque não  um peditório para organizar os carnavais?)
Um país com as dificuldades  financeiras que todos conhecemos, por experiência própria, ferozmente escrutinado pelas mais diversas instituições financeira internacionais, continuar a organizar  carnavais com dinheiro emprestado é que não!..
Tudo menos isso.
Nós não somos um pais onde é sempre  carnaval.
Um país assim é outra coisa – seria um país de irresponsáveis e alienados políticos.

2 comentários:

José disse...

da minha parte nem com um tostão eu contribuirei...
afinal qual os lucros que eu tenho tido ao longo da minha vida com esses espetáculos ?
não são os comerciantes os principais lucradores ? eu, se quis ver o desfile algumas vezes, tive de pagar a entrada, portanto que pague quem quer festa, eu dispenso contribuir para oportunistas e idiotas, no fundo, este país é um carnaval diário, para quê mais festa ?...

Anónimo disse...

Ó camarada e pensas que na Figueira dá algum lucro?É só prjuizo ,mas não faz mal há lá muito dinheiro se não hovesse não tinahm emprestado 80.000€ para o parque do hospital.