quinta-feira, 10 de maio de 2012

Memória...

Duarte Silva e Daniel Santos em 2002 -  "A Figueira tem de continuar no Mapa"

Respigo a notícia que acabei de ler no jornal AS BEIRAS

Executivo da Figueira da Foz suspende proposta para o parque de campismo
A proposta de resolução do contrato de concessão do Parque Municipal de Campismo não foi votada porque o executivo municipal suspendeu-a, até à próxima reunião de câmara. A decisão foi tomada na sequência da oposição do PSD ao prazo concedido pela autarquia para o concessionário – Vendárea – pagar as rendas em atraso, no valor de 100 mil euros.
Miguel Almeida não concordou que o concessionário continue a ter oito anos para pagar mantendo a concessão até setembro. “Já tinha dificuldade em entender antes de fazerem o verão. Isto não faz sentido. Ficam até setembro e nesse mês pagam a totalidade, ou 75 por cento”, sustentou o vereador do PSD, prolongando, a seguir, o prazo de pagamento até finais de outubro. 
Daniel Santos foi mais moderado na contraproposta, sugerindo que a dívida da Vendárea fosse liquidada até finais de 2013. Não obstante, o vereador do Movimento Figueira 100% não se coibiu de criticar a atuação da autarquia – ou a falta dela – em relação ao parque de campismo, desde que o concessionou, há uma dezena de anos.
“Nunca consegui perceber que a câmara tivesse concessionado o parque de campismo sem estar devidamente licenciado. O assunto foi tratado com ligeireza”, disse.
*******************************************************************************************************************************************
Mas...
Há uma dezena de anos, quem tratou o assunto com ligeireza?..
Não foi o PSD, do qual Miguel Almeida e Daniel Santos, na altura, eram figuras proeminentes cá no burgo?...
Se, porventura, estiver a ser injusto, agradeço que alguém faça a devida rectificação…

2 comentários:

Daniel Santos | Figueira 100% disse...

Meu caro António, quando o Parque de Campismo foi concessionado já eu tinha deixado de exercer funções executivas há aproximadamente 2 anos.

Era então, presidente da Assembleia Municipal que, como sabe, é um órgão não executivo, pelo que não tive qualquer tipo de intervenção nesse negócio, cujos contornos nem tão pouco conhecia.

A mesma "confusão" fez a candidatura do PS às últimas Autárquicas, mas essa foi intencional ;-)

Um abraço, Daniel Santos.

António Agostinho disse...

Obrigado.
Fica devidamente registado o esclarecimento.
Mas, presumo que concordará, que a Figueira tem estado muito mal entregue... Santana Lopes, incluído.
Retribuo o abraço.