Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

aF33


4 comentários:

Anónimo disse...

Ah! esta tentação tão figueirinha de sempre desconfiar, de fazer a revolução de braços cruzados, de maldizer... Se fazem é por que têm algo na manga; se não fazem, aqui d'el-rei que são passivos! É preciso mais humildade democrática e contribuir para as causas justas!

Fernando Campos disse...

Caro castelo d'areia, a função destes bonequitos é, (sem demasiada esperança de o conseguir)apenas fazer sorrir... e talvez pensar. quanto ao resto, não, nunca quis fazer revoluções. Nem de braços cruzados, nem de punhos erguidos, nem de corações ao alto. Tenho horror a palermices em geral e, em particular, a conceitos como "humildade democrática" ou "causas justas", ou "contribuir". Quando os ouço, tenho tendência a escostar-me às paredes. Chamem-me cínico.
Ah, e lembro-me sempre
de Jacques Prévert: "Toutes les opinions sont respectábles.
Bon. C'est vous qui le dites.
Moi, je dis le contraire.
C'est mon opinion.: respectez-la, donc!"

Anónimo disse...

Sr. Fernando Campos, não carece explicar qual a função e o trabalho de um cartoonista.
No meu tempo dizia-se que quem é burro vai para pedreiro.

Anónimo disse...

Aceito, com a tal humildade democrática, que para mim não é flor de lapela, que o meu comentário foi um pouco excessivo. Assim, penalizo-me pela crítica ao cartoon, embora tenha convicção de que na Figueira, há demasiado blá-blá radical só ao nível do verbo...