sexta-feira, 25 de maio de 2007

Ricardo Araújo Pereira sobre o deserto...

Para ouvir AQUI

5 comentários:

galinhas do mato disse...

Quem quer bons ministros vota neles... estão de parabéns os portugueses que votaram PS, revelaram-se verdadeiros patriotas, perdão humoristas.

Anónimo disse...

Toda a gente de boa fé entendeu o que o Ministro queria dizer, embora fosse infeliz nas palavras usadas. No entanto, logo houve aproveitamento político do deslize, retirando-o, maldosamente do contexto. Mário Lino pode ter mil defeitos mas não é burro e ignorante, caramba!...

galinhas do mato disse...

Que não é burro nem ignorante todos concordamos. Agora que tivesse sido infeliz toda a gente sabe que não foi o caso.
É que toda a gente, com excepção dos lorpas ou dos que nos querem fazer passar por tal, sabe que a falta de argumentos nos faz perder o controle de situações.
Foi o que, evidentemente, aconteceu.

galinhas do mato disse...

A do Almeida Santos, presidente de todos os xuxas, também está muito boa: o areoporto tem de ser na OTA porque no sul há que atravessar pontes e os terroristas podem dinamitá-las.
Bem, ele não é parvo, disso tenho a certeza, faz é de nóa parvos.
Filhos...

castelo de areia disse...

O argumento de Almeida Santos é APENAS UM dos que sustentam a razão da opção OTA. Uma estrutura de comunicação internacional deve acautelar as questões de segurança estratégica. É elementar! Mas, repito, é apenas uma questão lateral. Não há porém, argumentação que promova, de forma consitente, outra localização que não a OTA. Estes estudos já remontam ao marcelismo que começaram por equacionar 19 locais que foram, sucessivamente, eliminados, até se chegar à "final" Rio Frio-OTA, em 1999.
Agora, na recta final da adjudicação é que os lobies finaceiros, em desepero, lançaram a campanha da descredibilização de um projecto que atravessou regimes, governos de várias cores e Presidências da República.