Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

segunda-feira, 21 de maio de 2007

Comentários....

“...Este BLOG é sem sombra de dúvidas o paraíso dos ignorantes e dos cobardes, mas a administração do Blog não tem nem podia ter culpa disso porque fazem um bom trabalho na divulgação dos Clubes e da terra agora existem pessoas que aproveitam este espaço para expor a sua ignorância perante os outros... parvas alegres.”

Estas palavras não são nossas. Fazem parte do comentário 15 publicado no post “Na última deslocação, mais uma vitória”.

“Reinaldo Teles deixou um novo comentário na sua mensagem "Eleições no Grupo Desportivo Cova-Gala”
Eleição de Novos Corpos Gerentes?
Eu a pensar que o calças routas era o dono do clube, entao calças routas vais-te candaditar? Esse gajo quere putas e vinho verde, possivelmente nem sabe em que lugar ficou o cova gala, nem sabe que o Cova Gala foi campeao.Dà algum ao Cova Gala para pagar as dividas que tu deixas-te em comes e bebes com a canalha , com os seniores com os directores e com os selvagens dos ultra, uma claque que tu organizaste para te defenderem. “
20 Maio, 2007 22:49

Estas palavras não são nossas. Seriam um comentário para o post “Eleições no Grupo Desportivo Cova-Gala”.
Fazem parte do rol das centenas de comentários que a administração deste Blog já rejeitou. Se calhar deveríamos ter rejeitado muitos mais. Mas isso é discutível, como tudo na vida.
Para nós, administradores do Blog, os comentários servem para promover o espírito de interactividade e incentivar a discussão responsável dos assuntos que interessam ao desenvolvimento. Por isso, optámos por um regime de comentário livre. Há quem não entenda assim, mas isso também está presente na nossa comunidade. Isso, também é um dado que interessa conhecer. E, também aqui, este Blog prestou um serviço. Ter conhecimento do que é negativo é importante para a sua erradicação. Há comentários, feitos por criaturas anónimas, que se situam entre a esquizofrenia e a mera estupidez...
É preciso explicar mais alguma coisa sobre a realidade?

12 comentários:

Anónimo disse...

Não!Exprimiste-te bem!
Jito

Anónimo disse...

Nem mais.
Isto de se pôr assuntos da bola mais o que a rodeia, em debate, ou aberto ao comentário, seja na rádio, tv ou bloguice pode trazer desgostos. Pelo menos más disposições, é quase de certeza.
A maior parte do pessoal que aparece aqui a comentar não tem hipótese de o fazer na rádio ou na tv porque assim que ligam e falam com o operador do programa, este manda-os logo tomar uns cafés e uns alka-seltzers para atrazar. Aqui, não dá para se topar isso e considera-se o comentário como sendo sempre feito por pessoas no seu estado normal, saudável. É que há quem tenha um estado normal em que o bucho está atulhado de minis e outros produtos e depois as coisas não correm lá muito bem.
Mas pronto, é o preço a pagar.
Que se há-de fazer?

Anónimo disse...

Em 1945 o MUD elaborou listas de apoiantes e listas para concorrer a eleições, se não estou em erro,porque ainda não era nascido.
Pelo que sei, o governo, não sei se era democrático ou não, exigiu a entrega dessas listas, possivelmente para conhecer melhor quem o não apoiava.
Em 2007 vários sindicatos, e de várias cores, apresentaram um pré-aviso de greve, se me lembro bem, pois já era nascido, para 30 de Maio.
O governo de então exigiu a lista dos trabalhadores aderentes à dita greve. Nunca cheguei a perceber porquê, porque também nunca estudei História.

Anónimo disse...

Em 1945 dou razão ao governo porque as eleições não estavam consagradas na Constituição.
Já em 2007 o direito à Greve está consignada na Carta Fundamental, no Artº 57º. Aí vai:
1. É garantido o direito à greve.
2. Compete aos trabalhadores definir o âmbito de interesses a defender através da greve, não podendo a lei limitar esse âmbito.
3. A lei define as condições de prestação, durante a greve, de serviços necessários à segurança de equipamentos e instalações, bem como de serviços mínimos indispensáveis para ocorrer à satisfação de necessidades sociais impreteríveis.

Anónimo disse...

Caro Bakunine:
Cito de cor, mas penso estar a citar correcto, estas coisas da história deixam me preplexo com a a minha capacidade de memorialismo, já que trouxe á colação a questão histórica(e a história não é apenas o estudo do passado, essa é uma perspectiva há muito erodida, embora popularmente ainda assim seja entendida) pode ajudar a explicar o presente, por muito que alguns ainda digam que não. Ora a "história do presente" e utilizo aqui uma frase que pode sugerir uma contradição, que na realidade o não é, expressão usada pela primeira vez pelo historiador e diplomata americano Geoge Kennan durante os anos 80, expressa uma história feita e registada nos nossos dias. Não, não é jornalismo, jornalismo é outra coisa.
Avancemos então para o seu comentário. Ora o caso é que história aqui não serve para especular, entre um acontecimento, já realizado, enquanto acontecimento passado - o M.U.D. e a elaboração de listas concorrentes a eleições, mais "livres que na livre Albion" como resumia um velho seu conhecido da História (aqui no passado)e a situação que cita a acontecer na actualidade (enquanto história do presente). Porque ambos os acontecimentos completam-se, embora e só aparentemente afastados no tempo.
Uma das características de um político hábil é a de, com precisão, definir um quadro de actuação perante uma situação que coloca em causa a sua permanência à frente do poder decisório. Ora o nosso velho conhecido de 1945, acabada a II Grande Guerra, limitou-se(através da convocação de eleições)a fazer com que a oposição emergisse da toca, para melhor os conhecer e assim mais fácilmente os mandar perseguir, prender ou torturar após a realização das ditas eleições. Pode relembrar-lhe a antiga história da Capuchinho Vermelho e do Lobo Mau. Num sentido até que foi assim, houve quem solidáriamente soubesse antecipadamente que se iria imolar (esses eram aqueles que sabiam). Outros acreditaram que após a vitória dos Aliados contra a Águia Alemã, a perspectiva politica interna iria necessáriamente mudar. Esqueceram-se, ou obrigaram-nos a esquecer-se da sabedoria do político encurralado.
Igualmente no "próximo passado muito recente", como diria Timothy Garton Ash, a história (do passado) ensina que a fórmula utilizada é a mesma,(ou seja pretende-se hoje com a sua aplicação obter o mesmo resultado)donde a única mudança em relação ao passado parece ser o "argumento" utilizado para defender a existência do dito rol, que sendo um argumento que fazendo-se passar por sério e cordato, o não é. Ora o medo gerado pelas perseguições de 1945, deixou marcas no inconsciente colectivo. Hoje basta accionar o mecanismo (da repressão) embora este mecanismo aparente não o ser e sem o utilizar, obtem-se os resultados pretendidos, que no passado só foram conseguidos depois.
A História não explica tudo, mas sendo ela uma disciplina que busca na interdisciplinariedade uma das razões para não só entender o passado, mas, igualmente, entender e "esquadrinhar" o presente. Espero que a "história" que conjuga apenas como passado, o deixe entrever que as diferenças entre esse passado e o presente não são assim tantas. A memória colectiva é que é curta. Mas isso já é outra História.

Anónimo disse...

Ainda não percebi qual é a vossa motivação a sério. Será que todos os dias há alguém a enviar um comentário a dizer mal não sabe de quê... Não axam que estão a dar demasiada importância a este blog se não gostam dele. Axo parvo gastar tempo a escrever sobre um blog do qual nem gostam. Existem vários blogs dos quais eu não gosto mas não escrevo mal deles
Não é por dizerem mal deles que eles vão deixar de ser uma dos melhores blogs da actualidade no nosso concelho.
Não axam?

Anónimo disse...

comentários???? E mais comentários!!!!!!
Anónimos???? E mais Anónimos!!!
Responder para quem?????????
Cobardes,Medrosos,intriguistas,
Falhados????
Uso Brincos, cabelo comprido e por vezes calças routas. Bebo uns copos com os meus Amigos, e não tenho vergonha, nem medo ( Por enquanto não preciso de guarda-costas) de andar na rua de cabeça bem erguida.
Sobre as criticas e nomes à minha direcção:
2 anos

Dividas possivelmente = Zero
Titulos = Um
Melhor Resposta??? Assembleia a 9 de Junho

Fabio Silva ( Socio n 96 e Presidente do Grupo Desportivo Cova-Gala)

Anónimo disse...

Mal empregado blog em certos comentadores...

Anónimo disse...

É imprecionante a péssima imagem que alguns comentadores deixam do cova gala.
União trabalho e dedicação são imprescindiveis para o crescimento do clube não é com atoardas e linguagem impropria que se dignifica o emblema de que gostamos.
Para o cova gala cumpre-se a regra toda a gente sabe como se faz mas ninguem faz.
Parabens pelo titulo e votos de um crescimento salutar.
Já agora fábio se continuares na presidência mostra-lhes como é faz das tripas coração e pôe um sintético nesse campo.

Anónimo disse...

Anónimo said...
este blog nao e palco pra campanha eleitoral nenhuma.seja pra clubes ou pra junta .
ja xega de campanha .
ja basta ter ke aturar o actual presidente ke sempre ke a cova ganha alguma coisa vir pra ki agradecer ao simao e a pessoas ke a meu ver nao fazem la falta nenhuma nesse clube .
as vezes pergunto me. sera ke ha algo mais entre esses 2? e ke o simon pouco ou nada faz por o cova-gala .


mais as crises ke dao aos jogadores ke dpois dos jogos vem insultarem se uns aos outros e criar mais uma polemica pro blog .

e assim ke dao o exemplo aos mais novos ?
e assim ke kerem ke este clube seja conhecido pelos feitos ?ou pelos defeitos?
axo ke e mal geral das pessoas desta terra .
agora vou me esconder no anonimato, nao com medo das represalias, pk ate sou dakeles ke pensa ke cao ke larde nao morde . mas sim pk keria fazer deste comment uma critica construtiva .
mas como sou desta terra tb ja sei k tem um campo reduzido e pouco abrangem em kestoes de mentalidade e construtividade .
em relacçao a minha pessoa so fikam a saber k eu nao pertenso a nenhum grupo campanha ou religiao
sr. anonimo das 18 :43.
e assim ke se dirigem a mim
nao foi minha intensao criar mais polemica do ke ja existe

Anónimo disse...

Cuidado Fábio porque o que fizeram ao Borges também podem fazer a ti.
Não confies em todos aqueles que te rodeiam.

Anónimo disse...

Votem mas é João Lebre!
Propostas dele para o futuro da Cova-Gala:

- sintético dentro da grande área para o filho não se magoar;
- treinador de guarda-redes só para o filho;
- remuneração só para o filho, 10.000€ p/mês;
- roupeiro particular para o filho;
- motorista particular para o filho;
- banheira de hidromassagem para o filho;
- Carlos Silva como treinador para o filho jogar sempre;
- autocarro particular para o filho;
- 1 balneário só para o filho;
- posto médico para o filho;
- dormidas no hotel mercure, para o filho estagiar antes dos jogos;
- 1 apartamento para o filho habitar durante a semana;
- almoços e jantares todos os dias no Lado de Lá (parceria com Prestígio Santos) mas só para o filho;
- capoeira particular para o filho, guardar os seus muitos frangos (é dentro daqueles 2postes e 1a trave que costumam estar dentro das 4linhas de jogo)
- e muitas mais regalias...


Por isso mesmo votem João Lebre.
Por um futuro melhor e mais risonho para o Bolas!!


Amigo do Verdete (o seu fantasma, aquele que arranjou maneira de mandar embora)

Se o Verdete tivesse em que lugar teria ficado a Cova-Gala?

P.S: se esse senhor pode-se o clube era assim, mas só para o filho..