.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

PSD/Figueira: a "brincadeira" em que se transformou…


Para ler melhor, clicar na imagem. Via DIÁRIO AS BEIRAS
Esta  brincadeira completamente alienada já ultrapassou os limites. Não é positiva nem saudável para a Figueira. O momento, na Figueira, é  de crise. 
As pessoas, embora à superfície não pareça, andam preocupadas com problemas reais e coisas sérias. O pão para o dia-a-dia, o emprego de amanhã, com salário ao fim do mês e com trabalho, o futuro dos filhos e dos netos, a saúde, o ambiente, a barra, a erosão a sul, o areal da praia citadina, o preço da habitação, da água, do gás e da electricidade. Para além disso, não sentem confiança, particularmente nos políticos locais. Basta perder uma dúzia de minutos para pensar sobre o percurso de cada um e o  curriculum vitae que têm para exibir.

Para tentar perceber como isto aconteceu teríamos de ir à outra metade da história – a que está por contar –, que nos conduziu ao actual panorama.

Para além da importância dos media, em geral, e dos locais em particular, penso que os grandes responsáveis pela actual situação foram os políticos que governaram o concelho nas últimas três décadas.

A triste realidade é que os últimos anos do nosso concelho foram uma sucessão de erros e trambolhões em direcção ao abismo. Os nossos políticos e governantes locais foram  exemplos de irresponsabilidade (extensível a todo o país), incompetência, compadrio, amadorismo e leviandade. Não é por acaso que, ao fim destes anos todos de democracia, a Figueira perdeu peso e importância, e a educação, a cultura, o desporto e a saúde estão como se sabe…

O sistema político faliu. Alternativas não existem neste momento. As pessoas – quem anda na rua sabe o que ouve – dizem: mal por mal fiquem lá os que estão. Os políticos estão desacreditados e nunca ninguém é responsável por coisa alguma – politicamente falando.

Não foi por acaso que as últimas eleições locais, foram ganhas com uma campanha descaradamente mentirosa por parte da força vencedora, como a realidade comprova.

Perante isto, a população perdeu qualquer réstia de confiança no tratamento de assuntos sérios e importantes para o concelho, descobrindo que o seu voto, verdadeiramente, nunca serviu para nada. A população ganhou repugnância pelas mesmas mentiras de sempre, à medida que ia sentindo na pele a degradação do concelho ao arrepio dos discursos de circunstância.

Na política figueirense tem triunfado a fantasia.

Será essa a esperança do PSD/Figueira em Fevereiro de 2019, a pouco mais de 2 anos e meio das próximas autárquicas?

Isto, é um insulto indigno a todos os figueirenses, a que nenhum devia ficar indiferente, independentemente da sua cor política…

Sem comentários: