.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

EROSÃO COSTEIRA NO CONCELHO DA FIGUEIRA DA FOZ (sim, ela existe SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DA FIGUEIRA DA FOZ)...

A PROTECÇÃO da Orla Costeira da freguesia de S. Pedro, muito concreta e objectivamente da duna logo a seguir ao chamado “Quinto Molhe”, a sul da Praia da Cova, é a necessidade mais premente a sul do estuário do Mondego, de há anos a esta parte, que deveria TER SIDO ASSUMIDA COMO A PRIORIDADE DAS PRIORIDADES, por parte de quem de direito, nomeadamente do SENHOR DOUTOR JOÃO ATAÍDE, HÁ MAIS DE 8 ANOS PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DA FIGUEIRA DA FOZ.
Mas as prioridades têm sido outras...
Por vezes, SENHOR PRESIDENTE ATAÍDE, ao centrar-se a atenção sobre o acessório, perde-se a oportunidade de resolver o essencial...
Quem olha para esta outra margem, não pode limitar-se a olhar para a sua praia preferida. Tem de saber reparar para o conjunto...

Esta outra margem a sul do estuário do Mondego é muito mais do que praia (ainda que sejam as melhores do concelho da Figueira, apesar de desprezadas por quem de direito)...
Tem de reparar, por exemplo, na marginal beira rio sul, entre a barra e a a zona da antiga ponte da Figueira...  
Tem de reparar, também, para a zona a sul do quinto molhe... 
Tem de reparar, ainda, na ida para o Cabedelo, para a zona entre o campo de futebol e a praceta Mário Silva, onde estão placas há anos a dizer que as dunas estão em recuperação (ver vídeo)...
Tem de conhecer a importância do campismo, desde há décadas, para o desenvolvimento do Cabedelo e da Cova e Gala? 
Tem de saber que perder o campismo no Cabedelo, é perder algo de essencial da "alma" daquela "área nobre" da freguesia de S. Pedro. Não só aquilo que se vê, mas aquilo que é invisível para quem se limita a olhar... 
Já agora: alguém sabe mesmo, incluindo o Senhor Presidente da Câmara da Figueira da Foz, o que vai ser realmente feito?... 
Se assim acontecer, agradecia que fosse esclarecido...

Olhar, ver e reparar são conceitos diferentes. Podemos olhar sem estar a ver, chegamos a ver sem estarmos a olhar, mas reparar necessita de uma atitude completamente diferente. Há um ecletismo intelectual no reparar que ultrapassa em muito a visão propriamente dita... 
O Cabedelo, para quem o vive há mais de 50 anos, não é só a "boa" praia! É muito mais do que isso.
Por exemplo: não prescinde de o visitar, mesmo num dia como o de hoje.

Sem comentários: